1 evento ao vivo

Huawei ganha confiança e conquista clientes de 5G na Europa

Dos 65 acordos comerciais que a empresa chinesa assinou, metade foi com clientes europeus

15 out 2019
16h58
atualizado em 16/10/2019 às 09h56
  • separator
  • 0
  • comentários

A Huawei pode estar enfrentando uma fiscalização mais rígida na Europa em meio a alegações dos Estados Unidos de que a empresa chinesa representa uma ameaça à segurança, mas operadoras de telefonia móvel da região ainda fazem fila para comprar seus equipamentos para redes 5G.

Dos 65 acordos comerciais que a Huawei assinou, metade foi com clientes europeus que estão construindo redes sem fio de quinta geração ultrarrápidas, disse a líder de mercado de redes globais nesta terça-feira em uma conferência de clientes em Zurique.

"Isso mostra a confiança consistente e de longo prazo dos clientes europeus na Huawei - estamos realmente gratos por sua confiança neste momento difícil", disse Yang Chaobin, chefe do negócio 5G da Huawei, à Reuters em entrevista.

O contraste não poderia ser mais impressionante entre o entusiasmo da indústria pelos produtos da Huawei e as alegações dos EUA - negadas pela empresa - de que seus equipamentos contêm brechas de segurança que podem ser utilizadas para espionagem.

"Do ponto de vista técnico, segurança é algo que podemos resolver", disse Chaobin em comunicado à imprensa. "Mas se você encarar a segurança como uma questão política e julgar a segurança de um fornecedor com base em sua origem, será muito difícil resolver."

A Alemanha, a maior economia da Europa, acaba de divulgar uma proposta de um conjunto de regras sobre segurança de redes 5G que não menciona a China ou a Huawei como ameaças; em vez disso, exige que todos os fornecedores e operadores atendam a critérios comuns.

Por outro lado, o Reino Unido ainda está ponderando se deve seguir as recomendações de seu Conselho de Segurança Nacional de proibir a Huawei nas redes do país - um passo já dado por Austrália e Nova Zelândia.

Veja também

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade