PUBLICIDADE

Aposta do SoftBank, startup americana Katerra vai encerrar operações

Fundada em 2015, a Katerra nasceu com o plano de transformar a indústria da construção

2 jun 2021 17h59
ver comentários
Publicidade

Depois de levantar cerca de US$ 2 bilhões com investidores como o grupo japonês SoftBank, a startup americana de construção Katerra está encerrando suas operações. A informação é do site The Information, que conversou com fontes familiarizadas com o assunto.

Fundada em 2015, a Katerra nasceu com o plano de transformar a indústria da construção com fábricas eficientes, peças pré-fabricadas e unidades de construção modular. Em 2020, a empresa somava mais de 8 mil funcionários globalmente.

Depois de crescer por meio da aquisição de empresas de construção menores, a startup passou a ter dificuldade na integração e na viabilidade de seus negócios. A empresa também atribuiu os maus resultados nos últimos meses ao aumento dos custos de mão-de-obra e materiais associados à pandemia.

O fim da Katerra é também uma derrota para a SoftBank - talvez a maior desde a tentativa de abertura de capital da startup de escritórios compartilhados WeWork em 2019. Em maio, o fundador do grupo japonês, Masayoshi Son, classificou a Katerra como um investimento em que cometeu erros, ao lado de outras empresas como a WeWork e a Greensill, de serviços financeiros.

O SoftBank e a Katerra não comentaram o assunto.

Estadão
Publicidade
Publicidade