2 eventos ao vivo

Huawei ultrapassaria Samsung em 2019 se não fossem os EUA, afirma a empresa

Companhia acredita que os EUA atrapalharam seu plano de dominar as vendas no mundo...

11 jun 2019
11h44
atualizado às 12h44
  • separator
  • 0
  • comentários

A Huawei crescia rápido no mercado internacional e tinha uma meta ambiciosa, mas possível: ultrapassar a Samsung e se tornar a fabricante com mais celulares vendidos no mundo até o final de 2019. De acordo com a empresa chinesa, isso aconteceria, mas o banimento dos Estados Unidos, assinado por Donald Trump, atrasou seu plano.

Foto: TecMundo

Faz pouco tempo, mas a Huawei já deixa a Apple comendo poeira em vendas: a chinesa entregou 54,2 milhões de aparelhos no segundo semestre de 2018, enquanto a Maçã, em terceiro lugar, vendeu 41,3 milhões de celulares. A Samsung, disparada, ficou com 71,5 milhões de dispositivos entregues.

Quando falamos sobre o ano inteiro, a Samsung vendeu 293 milhões de unidades, enquanto a Huawei entregou 206 milhões de aparelhos.

Segundo o líder de estratégia da Huawei, Shao Yang, a Huawei ultrapassaria a Samsung no último trimestre de 2019. "Nos tornaríamos a maior [empresa em número de vendas] no quarto trimestre, mas agora sentimos que esse processo vai demorar um pouco mais", afirmou para a CES Asia.

Agora, a Huawei desenvolve seu próprio sistema operacional para não precisar de empresas norte-americanas, como o Google. O que você acha? A Huawei ainda conseguirá bater essa meta? Dê sua opinião nos comentários.

TecMundo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade