PUBLICIDADE

"Mapa do Harry Potter" pode se tornar realidade em 2 anos

Novo aplicativo pode mapear o que cada pessoa está fazendo dentro de casa, como o Mapa do Maroto da história de Harry Potter

3 jul 2014 17h47
ver comentários
Publicidade
<p>Aplicativo pode mostrar quando a torneira da cozinha está sendo usada, por exemplo</p>
Aplicativo pode mostrar quando a torneira da cozinha está sendo usada, por exemplo
Foto: Reprodução/Fast Company

Um mapa que mostra o que cada pessoa está fazendo em uma casa está sendo desenvolvido por um professor da Universidade de Virginia, nos Estados Unidos. Segundo ele, o mapa poderia mostrar quem está demorando mais no banho ou quem deixou o ar-condicionado ligado quando saiu de casa. As informações são da Fast Company.

O professor Kamin Whitehouse colocou sensores em quatro casas em Virginia para saber quem entra em qual cômodo e quais eletrodomésticos e recursos a pessoa usa. Os dados são enviados para a nuvem e então para um aplicativo chamado “Marauder’s Map” (Mapa do Maroto), em alusão ao mapa do Harry Potter. Na história, o Mapa do Maroto rastreia os passos e mostra onde está cada pessoa dentro da escola de Harry.

Geralmente, os sensores no mercado requerem que as pessoas usem dispositivos de rastreamento ou câmeras para coletar os dados. O mapa de Whitehouse usa sensores customizados nos sistemas de água e energia e espalhados pela casa. Os sensores das portas, por exemplo, conseguem saber quando uma pessoa entra no quarto pela altura dela.

O objetivo do aplicativo Mapa do Maroto é fazer com que as pessoas vejam o que está acontecendo em suas casas para tomarem decisões mais inteligentes sobre o consumo de energia e água. A tecnologia também permitiria diversos outros usos do mapa, como para detectar se há um intruso na casa, monitorar crianças, e saber se alguém deixou a torneira ligada ou o fogão aceso.

O professor Whitehouse afirma estar em negociação com parceiros da indústria. A previsão é de que a novidade esteja disponível para compra dentro dos próximos dois anos.

Sinal ruim? Saiba como melhorar o wi-fi da sua casa Sinal ruim? Saiba como melhorar o wi-fi da sua casa

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade