0

Grupo alemão SAP planeja contratar centenas de autistas no mundo

21 mai 2013
10h37
atualizado às 10h59
  • separator
  • 0
  • comentários

A gigante alemã SAP informou nesta terça-feira que pretende contratar nos próximos anos centenas de pessoas com autismo para trabalhar em programação ou em testes de software.

A SAP "vai trabalhar a nível mundial para empregar pessoas com autismo como testadores de softwares, programadores e especialistas em qualidade de dados", indicou o grupo em um comunicado.

O grupo acredita que esta iniciativa pode garantir uma vantagem competitiva graças aos "talentos" únicos dessas pessoas.

O objetivo do grupo é que, até 2020, os autistas representem 1% de seus quase 65 mil funcionários em todo o mundo, informou o porta-voz da SAP. Isso corresponde mais ou menos a porcentagem da população mundial com autismo.

Por enquanto, o grupo tem apenas um pequeno grupo de trabalhadores autistas na Índia e Irlanda. Graças a uma parceria com a organização dinamarquesa Specialisterne, especializada no emprego de autistas, principalmente no setor de tecnologia, a SAP vai estender a sua contratação em 2013 para os Estados Unidos, Canadá e Alemanha.

Na Índia, a SAP informou que contratou seis pessoas com autismo que trabalham com testes de softwares. Isto tem "aumentado a produtividade da equipe e coesão em sectores-chave", ressaltou a SAP.

Na Irlanda, estão em processo de contratação cinco pessoas com esta deficiência.

"A SAP estará preparada para enfrentar os desafios do século XXI somente se contratar pessoas que pensam de forma diferente e provoquem a inovação", declara no comunicado Luisa Delgado, diretora de recursos0 humanos da SAP.

Na Alemanha, as empresas com mais de 20 trabalhadores são obrigadas a reservar 5% de sua força de trabalho para deficientes.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade