0

Google contrata vice-presidente financeira do Morgan Stanley

24 mar 2015
16h23
atualizado às 16h23
  • separator
  • 0
  • comentários

O Google disse ter contratado Ruth Porat, vice-presidente financeira do Morgan Stanley, para exercer o mesmo cargo na companhia de tecnologia, em uma sinalização de que a gigante das buscas online pretende reduzir despesas crescentes.

Os custos do Google saltaram enquanto a companhia embarcou em um crescente número de ambiciosos projetos incluindo carros autônomos e óculos conectados à Internet. No ano passado, as receitas da companhia cresceram 19 por cento, enquanto o total de gastos subiu 23,4 por cento, uma tendência que alarmou alguns analistas.

"Você quer alguém que chegue lá e segure os gastadores", disse Colin Gillis, analista de renda variável da corretora BGC Partners, acrescentando que investidores esperam que Porat seja essa pessoa. As ações do Google subiram mais de 2,5 por cento nesta terça-feira.

Porat ajudou a executar uma estratégia de corte de custos em diversas linhas de negócios no Morgan Stanley. A expectativa é que seus esforços deem frutos nos próximos anos, mas já estão mostrando sinais de sucesso: o banco reduziu despesas, excluindo compensações, para 29 por cento de sua receita no ano passado, abaixo dos 34 por cento em 2012.

Porat é a mais recente entre uma série de executivos de Wall Street a deixar a indústria que está sendo cada vez mais regulada para se transferir ao setor de tecnologia, onde fortunas podem ser criadas rapidamente, apesar dos negócios correrem o risco de tornarem-se irrelevantes da noite para o dia.

Porat, 57, tinha ingressado no Morgan Stanley em 1987 e liderou a área de banco de investimento do banco junto a companhias de tecnologia durante o boom da Internet, trabalhando junto a empresas como Amazon.com e eBay. Ela era considerada como candidata potencial para a presidência do Morgan Stanley quando o atual presidente, James Gorman, deixar o posto.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade