0

Google cansa de brincar de cai-cai balão e cancela Projeto Loon

Para surpresa de ninguém a Alphabet cancelou o Projeto Loon, aquela ideia de usar balões para fornecer internet para zonas remotas.

22 jan 2021
04h09
atualizado às 10h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Projeto Loon é uma daquelas ideias que só florescem em empresas com muito mais dinheiro do que bom-senso, e que ninguém quer cancelar por serem ideias bem-intencionadas, mas agora o dinheiro secou e o balão murchou.

Dramática reconstituição de um satélite do Projeto Loon
Dramática reconstituição de um satélite do Projeto Loon
Foto: Fox / Meio Bit

O objetivo do Projeto Loon é fornecer internet para áreas remotas, usando o veículo menos manobrável conhecido pelo Homem: Um balão.

Uma constelação de centenas, talvez milhares de balões com painéis solares percorreriam as correntes atmosféricas em altitudes entre 18Km e 25Km, com (sonhava=se) controle latitudinal e longitudinal subindo e descendo o balão, fazendo-o navegar nos ventos em diferentes direções.

O projetou começou a ser desenvolvido informalmente em 2011, e desde então recebeu investimentos do Google, depois da Alphabet, a holding que é "dona" do Google e da Softbank japonesa, entre outros.

Balão do Projeto Loon caído nas Seychelles
Balão do Projeto Loon caído nas Seychelles
Foto: ATC News / Meio Bit

Os balões continuaram sendo desenvolvidos e testados, mas só viravam notícia quando caíam em algum lugar e os jornaleiros, previsivelmente corriam para noticiar a descoberta de um OVNI, ou satélite.

Agora, reporta CNBC, o projeto foi cancelado. Dizem os executivos do Loon que o problema foi viabilizar o projeto mercadologicamente, tanto que só recentemente fecharam a primeira parceria comercial, no Quênia, mas a verdade óbvia é que mais uma vez, o balão foi morto pelo avião.

O Google tratou o Loon com a agilidade de uma estatal brasileira, se fosse desenvolvido pela AEB eu não estranharia. Dez anos, são pelo menos DEZ ANOS de projeto sem nada prático além de excelentes demos tecnológicos.

Enquanto isso em 2015 a SpaceX anunciou o programa Starlink. Em 2018 lançaram dois satélites-protótipos. Em Fevereiro de 2021 eles já contam com 951 satélites, estão operando programas beta nos EUA, já foram licenciados para o Reino Unido e outros países, as pessoas estão se inscrevendo no beta, fazendo uma instalação simplíssima e se maravilhando.

Dizem que a estrada para o inferno é pavimentada com boas intenções, e o Projeto Loon era muito bem-intencionado, mas só isso não basta, e mais uma vez ficou provado que olhar para o futuro é muito melhor do que olhar para o passado. Balões. Pffff.

Google cansa de brincar de cai-cai balão e cancela Projeto Loon

Veja também:

Por que o Facebook bloqueou conteúdos na Austrália?
Meio Bit
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade