PUBLICIDADE

Facebook lança no Brasil programa de segurança para 'grupos de risco'

Chamado de 'Facebook Project', programa fortifica contas de defensores dos direitos humanos, jornalistas e autoridades

2 dez 2021 20h02
ver comentários
Publicidade

A Meta (grupo de tecnologia de Mark Zuckerberg recém-batizado que reúne Facebook, Instagram e WhatsApp) traz para o Brasil o Facebook Project, programa criado em 2018 com intuito de proteger a conta de "grupos de risco" que podem ser alvo de hackers maliciosos. A novidade foi anunciada nesta quinta-feira, 2, e deve chegar aos usuários até o fim deste ano.

O projeto está disponível para "defensores dos direitos humanos, jornalistas e funcionários do governo", tidos pela empresa como comunidades-chave para o debate público ao defender a democracia e as minorias pelo mundo. Na prática, o Facebook pede que essas pessoas fortifiquem suas contas pessoais, ativando a autenticação em dois fatores, medida de segurança que exige um número único (gerado por um aplicativo de autenticação de terceiros) além da senha durante o login.

"Acreditamos que esse é um passo importante para comunidades mais suscetíveis a ataques online", explica a empresa em nota. "O que temos visto até agora é encorajador: nos primeiros testes que fizemos, ao simplificar as notificações para registro, aumentar o suporte aos usuários e exigir a adoção do Facebook Protect, mais de 90% desses grupos aderiram ao programa em um mês."

Segundo a Meta, existe 1,5 milhão de contas que aderiram ao Facebook Project desde 2018, quando foi criado, e o objetivo é ampliar o programa para mais países nos próximos meses.

Estadão
Publicidade
Publicidade