1 evento ao vivo

EUA vai investigar aquisições de Amazon, Apple, Facebook, Google e Microsoft

Serão analisados todos os negócios feitos entre janeiro de 2010 e dezembro de 2019

11 fev 2020
16h22
atualizado às 18h43
  • separator
  • 0
  • comentários

A Comissão Federal do Comércio dos EUA (FTC, na sigla em inglês) anunciou nesta terça, 11, que investigará as aquisições feitas na última década pelas cinco gigantes da tecnologia: Amazon, Apple, Facebook, Microsoft e Alphabet (controladora do Google).

Segundo a agência, serão analisadas as aquisições que não foram reportadas a autoridades regulatórias americanas entre 1 de janeiro de 2010 e 31 de dezembro de 2019. Teoricamente, a investigação não deve afetar grandes negócios, como as compras de Instagram e WhatsApp pelo Facebook - para este caso, já há uma investigação em curso. O objetivo da FTC é determinar se as gigantes de tecnologia exerceram práticas anticompetitivas ao absorver outras empresas.

Nos EUA, quando uma empresa faz uma aquisição grande, precisa submeter o negócio para aprovação pelo Departamento de Justiça e pelo FTC - tradicionalmente, apenas negociações acima de US$ 90 milhões precisam passar pelo processo, o que significa que aquisições de valor menor ficam de fora do radar da agência. São esses negócios menores que serão analisados como potencial evidência de comportamento anticompetitivo.

"A investigação ajudará a FTC a aprofundar seu entendimento das atividades de aquisições das grandes companhias de tecnologia", disse a comissão em nota. "Saberemos se essas grandes empresas de tecnologia estão fazendo aquisições potencialmente anticompetitivas de competidores em potencial e que não estão sendo observadas."

O movimento reforça também o momento de escrutínio que os grandes nomes do setor vêm enfrentando - a investigação foi aprovada por unanimidade pelos cinco membros da comissão. Desde o ano passado, congressistas dos EUA estão observando de perto as práticas dessas empresas. Entre os candidatos à presidência americana, também há diversos críticos ao poder das companhias do Vale do Silício - os democratas Bernie Sanders e Elizabeth Warren, por exemplo, já propuseram o desmembramento das gigantes.

Apesar do potencial de mexer com as gigantes de tecnologia, a informação da investigação não afetou significativamente o mercado: das cinco empresas, apenas Microsoft e Facebook tiveram quedas significativas, na casa de 2,5%, durante o pregão de ontem.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade