2 eventos ao vivo

Epic Games processa Apple e Google por removerem 'Fortnite' de lojas de aplicativos

14 ago 2020
12h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Apple e o Google, da Alphabet, removeram na véspera o popular videogame "Fortnite" de suas lojas de aplicativos por violação das diretrizes de pagamento, levando a desenvolvedora Epic Games a abrir processos antitruste federais desafiando as regras da gigantes dos EUA.

Participante para em frente a ao anúncio da Epic Games Fortnite na E3, feira anual de vídeo games em Los Angeles. 12/6/2019.  REUTERS/Mike Blake
Participante para em frente a ao anúncio da Epic Games Fortnite na E3, feira anual de vídeo games em Los Angeles. 12/6/2019. REUTERS/Mike Blake
Foto: Reuters

A Apple e o Google citaram um recurso de pagamento direto lançado no aplicativo Fortnite como violação.

A Epic entrou com uma ação nos EUA pedindo liminares que encerrariam muitas das práticas relacionadas às lojas de aplicativos das empresas.

"A Apple tornou-se aquilo que antes enfrentava: a gigante que busca controlar os mercados, barrar a concorrência e sufocar a inovação. A Apple é maior, mais poderosa, mais consolidada e mais destrutiva do que os monopólios do passado", disse a Epic.

A Epic também atacou a Apple nas redes sociais, lançando uma campanha com a hashtag #FreeFortnite, incentivando os jogadores a pedir reembolso da Apple caso percam acesso ao jogo e criando uma paródia do famoso anúncio de televisão "1984" da Apple.

A Apple recebe uma taxa de 15% a 30% para a maioria das assinaturas e pagamentos feitos dentro dos aplicativos, embora haja algumas exceções para empresas que já têm um cartão de crédito cadastrado de clientes do iPhone, se também oferecerem um pagamento no aplicativo que beneficiaria a Apple.

Analistas acreditam que os jogos dão a maior contribuição para gastos na App Store, é o maior componente do segmento de serviços de 46,3 bilhões de dólares anuais da Apple.

Em comunicado, a Apple disse que o Fortnite foi removido porque a Epic lançou o recurso de pagamento com a "intenção expressa de violar as diretrizes da App Store" após ter mantido aplicativos na loja por uma década.

"O fato de que os interesses comerciais (da Epic) agora a levam a pressionar por um acordo especial não muda o fato de que essas diretrizes criam igualdade de condições para todos os desenvolvedores e tornam a loja segura para todos os usuários", disse a Apple.

O Google também removeu "Fortnite" de sua Play Store, mas o porta-voz da empresa Dan Jackson se recusou a comentar o processo quando contatado pela Reuters.

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade