PUBLICIDADE

Enjoei passa a cobrar taxas menores de quem vende produtos mais caros

Enjoei cobra comissão fixa de 13% e se aproxima do Mercado Livre; marketplace tem roupas, celulares, PCs, videogames e outros

25 jun 2021 21h17
ver comentários
Publicidade

O Enjoei é uma plataforma de e-commerce focada em roupas, mas que vende de tudo: móveis, eletrodomésticos, celulares, PCs, câmeras, videogames, entre outros. A empresa é listada na bolsa de valores B3 e vale atualmente cerca de R$ 2 bilhões. Para continuar crescendo, ela mudou as taxas cobradas de vendedores, que pagarão menos no caso de produtos mais caros.

Site do Enjoei
Site do Enjoei
Foto: Reprodução / Tecnoblog

Talvez você não conheça esse marketplace, mas ele é interessante para mim por um motivo especial: as vendas geralmente acontecem muito rápido. Eu quis me desfazer de alguns itens de casa e postei anúncios na OLX, no Facebook e no Enjoei - era sempre nesse último que apareciam interessados, mesmo se meu preço fosse um pouco maior.

O problema é que o Enjoei cobrava taxas altas para isso, e o cálculo era meio confuso: antes, dependendo do valor do produto, você pagava 18,5% ou 20% de comissão, mais uma taxa fixa que podia chegar a R$ 13, mais a coparticipação no frete que ia a até R$ 10.

Nesta semana, o Enjoei anunciou que as taxas foram simplificadas: agora o percentual de comissão é 13%, independentemente do valor da mercadoria. A coparticipação do frete foi removida, e há uma nova escala de taxas fixas:

total da venda comissão tarifa fixa
até R$ 15 13% R$ 2,50
R$ 16 a R$ 50 13% R$ 5,50
R$ 51 a R$ 70 13% R$ 7,50
R$ 71 a R$ 100 13% R$ 8,50
R$ 101 a R$ 150 13% R$ 13,50
R$ 151 a R$ 300 13% R$ 22,50
R$ 301 a R$ 500 13% R$ 25
acima de R$ 501 13% R$ 27,50

Comissão do Enjoei fica menor para itens acima de R$ 200

O que isso significa na prática? De acordo com um levantamento feito pelo Tecnoblog, os vendedores pagarão comissões ligeiramente mais baixas ao venderem produtos entre R$ 70 e R$ 150; as taxas são ainda menores para itens acima de R$ 200. Você pode observar isso no gráfico interativo no final do post.

Com a nova cobrança, o Enjoei fica um pouco mais próximo de plataformas como o Mercado Livre - que possui taxas de 11% a 19% dependendo da categoria do produto, mais R$ 5 por unidade em produtos abaixo de R$ 79.

O Enjoei fez parcerias com diversas marcas grandes, como Disney, Michael Kors, Emporio Armani e Fossil; mas ainda mantém usuários que realizam vendas casualmente, como eu. As novas taxas podem ajudar a atrair mais vendedores.

O volume de vendas dobrou no primeiro trimestre de 2021 em comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a R$ 172 milhões. Desse total, a empresa retém 25%, em média, com a cobrança de taxas e serviços como o Enjoei Pro. No entanto, o Enjoei ainda perde dinheiro: o prejuízo foi de R$ 31 milhões em 2020.

Enjoei passa a cobrar taxas menores de quem vende produtos mais caros

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade