3 eventos ao vivo

Desenvolvedores acusam Apple de práticas antitruste na China

10 ago 2017
13h49
atualizado às 15h18
  • separator
  • comentários

Um escritório de advocacia chinês entrou com uma ação contra a Apple em nome de 28 desenvolvedores locais, alegando que a empresa norte-americana violou a regulação antitruste.

Homem segura seu iPhone 7 em loja da Apple em Pequim, China
16/9/2016  REUTERS/Thomas Peter
Homem segura seu iPhone 7 em loja da Apple em Pequim, China 16/9/2016 REUTERS/Thomas Peter
Foto: Reuters

A denúncia, apresentada pela Dare & Sure Law Firm, acusa a Apple de cobrar taxas excessivas e remover aplicativos de sua loja local sem uma explicação adequada, disse à Reuters Lin Wei, advogado da empresa, nesta quinta-feira.

O escritório convidou os desenvolvedores a se juntarem à acusação em abril e, na terça-feira, apresentou a denúncia à Administração Estatal da Indústria e Comércio da China e a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, que supervisiona assuntos antitruste no país.

Uma porta-voz da Apple disse à Reuters que as diretrizes para a publicação de aplicativos na App Store eram consistentes em todos os países e que estava em processo de expansão de sua equipe local de relacionamento com desenvolvedores.

O escritório de advocacia não forneceu detalhes sobre os desenvolvedores envolvidos na denúncia.

A App Store da China é a loja mais lucrativa globalmente da Apple, apesar de estar sujeita a rigorosos controles de censura que levaram empresa a remover dezenas de aplicativos recentemente.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade