PUBLICIDADE

"CryptoEats": falsa startup de delivery rouba US$ 500 mil em criptomoedas

Após uma ampla divulgação nas redes sociais, falsa startup "CryptoEats" capta US$ 500 mil em criptomoedas de investidores e desaparece das redes

20 out 2021 20h26
ver comentários
Publicidade

Uma curiosa startup chamada "CryptoEats" foi lançada recentemente no Reino Unido sob a promessa de se tornar um concorrente do Uber Eats ao oferecer serviços de delivery com opções de pagamentos em criptomoedas. Uma série de influenciadores foram usados para divulgar o novo serviço. No entanto, o projeto nem sequer existia e seus criadores fugiram com cerca de US$ 500 mil em moedas digitais.

Influenciador Bouncer em vídeo de divulgação do CryptoEats
Influenciador Bouncer em vídeo de divulgação do CryptoEats
Foto: Reprodução/ YouTube / Tecnoblog

Os golpistas fizeram todo o material de divulgação para o lançamento da empresa fantasma. O serviço parecia legítimo, um comunicado à imprensa foi publicado no GlobeNewswire, uma plataforma regularmente usada para grandes empresas para postarem releases oficiais. Diversos influenciadores também foram pagos para divulgar o CryptoEats, que funcionaria a partir do recém-criado token EATS, idealizado para pagamentos dentro do aplicativo de delivery.

CryptoEats parecia legítimo e promissor

No comunicado, os desenvolvedores do projeto afirmaram ter levantado US$ 8 milhões em financiamento, firmado parcerias com "milhares de restaurantes" e contratando uma frota de entregadores capaz de rivalizar com os principais serviços de delivery no Reino Unido, como o Uber Eats. A empresa prometia até mesmo entregas em cinco minutos para clientes e salários fixos com comissões para entregadores.

"Como uma ideia tão simples de aceitar criptomoedas como forma de pagamento em delivery de comida poderia atrair tanto interesse da comunidade cripto?… O CryptoEats é o primeiro passo prático para permitir que as pessoas usem criptomoedas como forma de pagamento por produtos cotidianos no mundo real."

Desenvolvedores do CryptoEats em comunicado à imprensa

Até mesmo uma festa de lançamento foi realizada neste último domingo (17), onde os golpistas anunciaram a criação da nova criptomoeda e divulgaram a startup. Através das jogadas de marketing nas redes sociais, o token EATS rapidamente despertou o interesse das pessoas e começou a ser comprado, trocado por Binance Coins (BNB) através de exchanges descentralizadas.

Uniforme de entregador do CryptoEats em vídeo de divulgação
Uniforme de entregador do CryptoEats em vídeo de divulgação
Foto: Reprodução/ YouTube / Tecnoblog

O golpe de criptomoedas mais rápido da história?

No entanto, imediatamente após o lançamento da empresa fantasma, o projeto foi deletado das redes, seus criadores desapareceram e levaram cerca de US$ 500 mil em BNB, oriundos das compras de tokens EATS. Até o momento, não há informações sobre o paradeiro dos golpistas. Os fundos foram transferidos da carteira digital principal do projeto para uma série de endereços paralelas para dificultar seu rastreamento.

O CryptoEats foi classificado como um esquema "rug pull", no qual serviços ou empresas falsas captam dinheiro de investidores e desaparecem. Não se trata de um golpe inédito ou do maior roubo em criptomoedas envolvendo esse tipo de fraude, mas esse caso chama a atenção pela velocidade em que tudo aconteceu.

Em poucos dias o CryptoEats criou uma imagem de projeto promissor no universo das criptomoedas e em minutos após seu lançamento desapareceu da face da Terra. Segundo o comunicado publicado pelos golpistas, o fundador do projeto se chamaria "Wade Wills", o que provavelmente é um nome inventado e relacionado a perfis falsos.

Roubo de criptomoedas
Roubo de criptomoedas
Foto: Marco Verch/Flickr / Tecnoblog

Um dos influenciadores contratados para divulgar a startup fantasma se manifestou em suas redes. O promotor Bouncer e o DJ Charlie Sloth (que tem um milhão de seguidores no Instagram) promoveram a empresa e seu aplicativo, de acordo com vídeos arquivados pelo canal Scarcity Studios. Bouncer disse que o negócio parecia ser real, tendo visto camisetas, embalagens e até bicicletas com o logo da suposta empresa. Ele nega qualquer envolvimento com o golpe.

Com informações: Vice

"CryptoEats": falsa startup de delivery rouba US$ 500 mil em criptomoedas

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade