0

Coreia do Sul: Uber suspende serviço de corrida dividida

A ambiguidade do serviço deixou o Uber com problemas; a administração da cidade considerava a aplicação ilegal

6 mar 2015
12h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Desde 2013, quando o aplicativo de corridas com motorista particular chegou à capital sul-coreana, o Uber enfrenta problemas com a lei</p>
Desde 2013, quando o aplicativo de corridas com motorista particular chegou à capital sul-coreana, o Uber enfrenta problemas com a lei
Foto: Krisztian Bocs / Getty Images/Archivo

O Uber, aplicativo para chamar táxis ou demais veículos cadastrados para deslocamentos compartilhados,  suspendeu o serviço Uber X na Coreia do Sul, após uma disputa com órgãos do país. “Efetivamente a partir de hoje, estamos suspendendo o UberX, nossa plataforma de corrida compartilhada”, disse a companhia americana por meio de nota à imprensa.

“Após consultar a Divisão de Transportes da Cidade de Seul... nós determinamos que pelo melhor interesse dos motoristas coreanos, passageiros e comunidade como um todo, vamos trabalhar para definir melhor as nossas ofertas dentro dos limites do atual quadro regulamentar, sem ambiguidade”, completa.

A ambiguidade do serviço foi o que deixou o Uber com problemas; a administração da cidade considerava a aplicação ilegal. Desde 2013, quando o aplicativo de corridas com motorista particular chegou à capital sul-coreana, ele enfrenta problemas com a lei.

A prefeitura de Seul investiu recentemente US$ 1 milhão (aproximadamente R$ 3 milhões) para criar seu próprio app de táxi baseado em mapeamento por GPS. Como tática agressiva, o Uber contra-atacou oferecendo corridas gratuitas para os cidadãos, em uma tentativa para melhorar sua imagem.

No entanto, mesmo com a saída do Uber X, outros serviços da empresa ainda operam na cidade. Como o Uber Black, uma aplicação mais cara que demanda dos motoristas uma licença como chofer profissional.

Além de oferecer acesso livre e gratuito dos taxistas ao Uber. Uma jogada inteligente da empresa americana, uma vez que a categoria é a que mais protesta contra o aplicativo.

Túnel do tempo: relembre gadgets dos anos 80 e 90 Túnel do tempo: relembre gadgets dos anos 80 e 90

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade