PUBLICIDADE

Como o Instagram está virando aplicativo de namoro

Entenda como a rede social tornou-se o lugar favorito para quem deseja se relacionar.

13 mai 2022 03h00
| atualizado às 10h25
ver comentários
Publicidade
Foto: Laura Chouette / Unsplash

De acordo com o levantamento feito pela Opinion Box, saltou de 84% para 92% o percentual de usuários que entram no Instagram pelo menos uma vez por dia. Além disso, dentre os mais de 1600 entrevistados, 53% entraram várias vezes por dia e 22% mantém um aplicativo aberto o dia todo. No Brasil, esses dados não impressionam tanto, pois o país é o segundo em número de usuários, atrás apenas dos Estados Unidos.

O aplicativo, que segue crescendo, se consolidou e serve não apenas para publicações de fotos e interações com outros perfis. Hoje, muitas marcas investem para melhorar suas performances e aumentar o alcance. Dentro dessa mesma linha de mudanças, muitas pessoas deixaram de usar aplicativos de relacionamento para buscar se relacionar com pessoas no próprio Instagram e até realizam Trabalhos Espirituais para criar energias positivas que possibilitem o famoso match.

“O bom do Instagram é que, pelo perfil da pessoa, a gente consegue ver mais ou menos qual é a personalidade dela, os gostos e afinidades. Por se tratar de uma rede social, tomo alguns cuidados para me certificar que seja realmente a pessoa e depois vou flertando. É claro que a beleza também conta, mas o que mais observo é a vibe, que não tem como esconder. É por isso que sempre deixo meu perfil mais parecido comigo possível”, explica Thalissa Franco, usuária do app.

Num mundo cada vez mais inserido no meio digital, é impossível não cogitar a possibilidade de se viver e se relacionar dentro dessa nova realidade. O amor, quando é para acontecer, não necessita apenas do contato físico ou uma paquera cara a cara. É possível desenvolver um romance caso os dois tenham energias boas para viver.

“As pessoas que não estão buscando apenas um encontro casual, mas, sim, um namoro ou uma relação mais duradoura, tendem a usar mais o aplicativo. Os apps de relacionamento, sem generalizar, possuem muitas pessoas que possuem interesse apenas em algo passageiro e sexual, o que não é um erro. Independente de onde essa paquera aconteça, é importante se certificar de que a outra está na sua mesma vibe”, explica Maicon Paiva, especialista em relacionamentos e fundador da Casa de Apoio Espaço Recomeçar.

Tudo começa quando um passa a seguir o outro, depois aquela olhadinha nas postagens, comentários. Depois saem as primeiras interações, curtidas de storys e primeiros comentários. As interações aparecem com mais frequência até que os dois já estão conversando todos os dias. E claro, o encontro posteriormente, com chances promissoras de um relacionamento duradouro e com boas histórias.

(*) HOMEWORK inspira profissionais e empreendedores a trabalhar de um jeito mais inteligente, saudável, transformador. Nosso conteúdo impacta mais de 1 milhão de usuários únicos, todo mês. É publicado no Terra e compartilhado via redes sociais, WhatsApp e newsletter. Entre pra comunidade HOMEWORK!

Homework Homework
Publicidade
Publicidade