0

Comissária da UE diz que Apple Pay gera preocupações sobre concorrência

7 nov 2019
13h39
  • separator
  • 0
  • comentários

O serviço de pagamentos móveis da Apple, Apple Pay, gerou interesse múltiplas preocupações regulatórias, disse a chefe de antitruste da Europa nesta quinta-feira.

Comissiária de defesa da concorrência da União Europeia, Margrethe Vestager. 4/10/2017. REUTERS/Francois Lenoir
Comissiária de defesa da concorrência da União Europeia, Margrethe Vestager. 4/10/2017. REUTERS/Francois Lenoir
Foto: Reuters

Os comentários da Comissária da Concorrência Margrethe Vestager vieram enquanto ela busca informações sobre se empresas de vendas online foram instruídas a usar o serviço de pagamento móvel da Appe em vez dos de concorrentes, mostrou um documento da UE visto pela Reuters.

Em entrevista à Reuters no ano passado, Vestager disse que poderia investigar o Apple Pay se houvesse queixas formais.

"Temos feito muitas perguntas porque temos muitas preocupações quando se trata do Apple Pay sobre concorrência", disse Vestager em entrevista à Web Summit.

Lançado em outubro de 2014 e disponível em mais de 50 países, incluindo mais de 20 estados membros da UE, o Apple Pay marca a diversificação da empresa das vendas de dispositivos.

Vestager, que mantém o cargo de chefe de concorrência na nova Comissão, que deve começar a trabalhar em 1º de dezembro, ganhou reputação de ser rígida, especialmente contra empresas de tecnologia, distribuindo pesadas multas e ordenando que mudem suas práticas de negócios.

Na próxima comissão, ela terá um mandato ampliado que poderá levá-la a um papel mais proativo, incluindo a introdução de legislação para domesticar gigantes da tecnologia que violam regras antitruste da UE.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade