8 eventos ao vivo

Cisco decide retirar anúncios do YouTube

11 mai 2018
10h32
atualizado às 15h32
  • separator
  • comentários

A fabricante de equipamentos de rede Cisco está removendo todos os anúncios online do YouTube devido a preocupação de que as propagandas sejam exibidas junto com conteúdo sensível, disse Karen Walker, diretora de marketing da companhia, em um blog.

REUTERS/Philippe Wojazer
REUTERS/Philippe Wojazer
Foto: Reuters

A página, que parece ter sido retirada do site da Cisco na quinta-feira, disse que a empresa não gostaria que seus anúncios "acidentalmente acabassem no lugar errado, como em um vídeo com conteúdo sensível", acrescentando que a fabricante continuará a usar o YouTube como uma plataforma para compartilhar conteúdo de vídeo da Cisco.

O Google, dono do YouTube, disse que fez parcerias com anunciantes para fazer mudanças.

"Fizemos parceria com anunciantes para fazermos mudanças significativas na maneira como abordamos a monetização no YouTube com políticas mais rigorosas, melhores controles e maior transparência. Estamos comprometidos em continuar esse diálogo e acertar isso", disse um porta-voz do Google à Reuters.

A ação da Cisco vem depois que a CNN noticiou em abril, que anúncios de mais de 300 empresas, incluindo a Cisco, são veiculados em canais extremistas no YouTube.

As empresas podem ter, sem saber, ajudado a financiar alguns desses canais através dos anúncios que pagaram pelo YouTube, de acordo com as informações da CNN.

O YouTube afirmou em um relatório divulgado no mês passado que havia retirado cerca de 5 milhões de vídeos de sua plataforma no quarto trimestre de 2017 por violações da política de conteúdo, antes que qualquer espectador os visse.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade