2 eventos ao vivo

CES 2020: as sensações da feira de tecnologia mais importante do mundo

A BBC selecionou tudo aquilo que dará o que falar: de sapatos que se adaptam ao solo a bicicletas que percorrem a superfície da água.

9 jan 2020
15h15
atualizado em 13/1/2020 às 06h42
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
CES é a feira de tecnologia mais importante do mundo
CES é a feira de tecnologia mais importante do mundo
Foto: AFP / BBC News Brasil

Começou nesta terça-feira (7), em Las Vegas, uma nova edição do Consumer Electronics Show, a CES, maior feira de tecnologia do mundo. Todos os anos milhares de inovações tecnológicas são apresentadas ao mundo com o mesmo objetivo: revolucionar os mercados e, talvez, nossas vidas.

As inovações deste ano giram em torno da inteligência artifical, da velocidade dos celulares 5G, de aparelhos dobráveis, da tecnologia de vigilância, dos audiovisuais em resolução 8K e da robótica.

A BBC resume as novidades que mais deram o que falar.

Casas inteligentes

O sucesso dos alto-falantes inteligentes da Apple e do Google fez que muitas outras empresas se concentrassem no desenvolvimento desse tipo de tecnologia.

A empresa especialista em banheiros Kohler está atraindo a atenção pelo Moxie, um chuveiro com alto-falante e microfone que pode ouvir e seguir suas instruções enquanto você toma banho. Pode, por exemplo, tocar a música ou a estação de rádio que você pedir.

O chuveiro inteligente, Moxie
O chuveiro inteligente, Moxie
Foto: Kohler / BBC News Brasil

Mas há mais. A empresa Smartypans tem uma panela que mede o peso e a temperatura dos ingredientes para, por meio de um aplicativo, guiar o usuário nas receitas.

A Inirv quer que você troque os botões reguladores do fogão pelos que permitem aumentar a temperatura por meio de comando de voz e apagam as chamas automaticamente em caso de esquecimento.

E PantryOn propõe automatizar a lista de compras por meio de estantes inteligentes que monitoram o armazenamento dos alimentos favoritos de uma família.

Maçanetas inteligentes para monitorar o calor à distância
Maçanetas inteligentes para monitorar o calor à distância
Foto: Inirv / BBC News Brasil

Várias empresas apresentaram produtos inspirados em cápsulas de café de Nespresso, mas com outra finalidade.

É o caso de Tigout e AI-Plus Plantbox, que a partir de cápsulas criam, respectivamente, bolos e verduras.

Uma cápsula que cultiva plantas e verduras
Uma cápsula que cultiva plantas e verduras
Foto: Lua / BBC News Brasil

TVs

As TVs estiverem no coração da CES desde o começo.

Parece que as grandes novidades relacionadas a esses aparelhos, desta vez, estarão nas telas: a da Samsung, que é quase totalmente tela (ou seja, parece uma tela flutuante), e um modelo OLED flexível da LG que desliza a partir do teto.

Essa TV da LG vai do chão ao teto
Essa TV da LG vai do chão ao teto
Foto: LG Display / BBC News Brasil

Também é provável que a tecnologia 8K, que permite quatro vezes mais pixels que a 4K, gere interesse.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio vão ser filmados nesta "qualidade superalta".

E como se as diferenças entre LED, OLED, QLED e microLED não fossem suficientemente nebulosas, haverá uma nova tecnologia: Mini-LED, que promete mais precisão, contraste e eficiência energética.

Robôs

Há muitas novidades sobre robôs e inteligência artificial.

A empresa Picnic mostra uma máquina para restaurantes que pode preparar até 300 pizzas por hora, cada uma com um conjuntos personalizado de ingredientes controlados por um aplicativo. A ideia é estender isso para sanduíches e saladas.

Uma máquina para fazer 300 pizzas por hora
Uma máquina para fazer 300 pizzas por hora
Foto: Picnic / BBC News Brasil

Outros robôs estarão focados em nos manter mais entretidos.

A empresa chinesa Elephant Robotics fará uma demonstração do MarsCat, um gato robótico que pode fazer brincadeiras, reconhecer a voz de seu dono e inclusive interagir com indivíduos de sua espécie, mas reais.

Os robôs Bocco, "gatinhos" da empresa Yukai, são anunciados como uma opção para que as crianças enviem e recebam mensagens de voz a seus pais. E podem revelar quando um membro da família chegou em casa, as condições climáticas e se a porta de entrada foi fechada ou não corretamente.

Esse gato robô pode interagir com gatos reais
Esse gato robô pode interagir com gatos reais
Foto: Elephant Robotics / BBC News Brasil

Além desses produtos, muitos de reconhecimento facial foram exibidos.

Nessa linha, a Cyberlink apresentará o FaceMe, um sistema para determinar a idade, o sexo e o estado emocional dos transeuntes, e assim mostrar-lhes publicidade personalizada.

A empresa, D-ID, por sua vez, busca frustrar os sistemas de reconhecimento facial com um programa que faz pequenas mudanças nas fotos que compartilhamos nas redes sociais e impedem que computadores, mas não os olhos humanos, reconheçam as pessoas.

D-ID diz que pode alterar as fotos para que os computadores não reconheçam rostos
D-ID diz que pode alterar as fotos para que os computadores não reconheçam rostos
Foto: D-ID / BBC News Brasil

Transporte

Há muitas opções na área de transporte.

A bicicleta eléctrica Hydrofoil, da empresa Manta5, oferece uma nova forma de se deslocar: sobre a água. É o primeiro produto comercial do tipo, mas tem um inconveniente: a unidade custa quase US$ 6.000 (R$ 24 mil).

Há várias empresas que vendem drones submarinos para uso recreativo, ou como uma forma de ajudar a pesca. Mas um veículo aquático tem o potencial de salvar vidas.

Uma bicicleta aquática elétrica
Uma bicicleta aquática elétrica
Foto: Manta5 / BBC News Brasil

O Dolphin1, da OceanAlpha, é um salva-vidas controlado à distância. Seu uso permitiria a quem trabalha com resgate tirar do mar quem estiver se afogando sem se colocar em perigo.

Além disso, diferentes marcas mostraram carros com espaços desenhados por arquitetos e sistemas que permitem que sejam dirigidos com a voz.

Esse salva-vidas pode ser controlado à distância
Esse salva-vidas pode ser controlado à distância
Foto: OceanAlpha / BBC News Brasil

E o destaque também passa pelo segmento dos carros elétricos. Novas empresas como Byton e Fisker exibem vários modelos.

A primeira apresentará um carro que tem "modo escuro", uma opção para não gastar eletricidade, e a segunda um carro com teto coberto por um painel solar.

Fisker, um carro com teto de painel solar
Fisker, um carro com teto de painel solar
Foto: Fisker / BBC News Brasil

Saúde

A tecnologia que pode ser vestida seguirá presente na feira depois do fracasso do Google Glass, os óculos inteligentes que não conseguiram convencer o mercado.

A Human Capable trará um produto desse tipo, os óculos Norm, que poderão fazer ligações, mostrar endereços ou receitas e filmar e reproduzir vídeos.

Os óculos Norm querem fazer o que o Google Glass não conseguiu
Os óculos Norm querem fazer o que o Google Glass não conseguiu
Foto: Human Capable / BBC News Brasil

A Waverly Labs, por sua vez, apresentará fones de ouvido com uma função tradutora.

Assim, os fones Amabassador permitem que até quatro pessoas falem diferentes idiomas combinando seus fones de ouvido com um só smartphone.

Quando a BBC fez testes no mês passado, houve um atraso de entre dois e três segundos, mas a empresa diz que as redes 5G devem ajudar a gerar traduções quase instantâneas.

Esses sapatos se adaptam ao terreno, literalmente
Esses sapatos se adaptam ao terreno, literalmente
Foto: E-Novia / BBC News Brasil

E vamos aos pés: Wahu é um par de sapatos que muda a forma das solas para adaptar-se aos diferentes tipos de solo.

Nessa área, a Shoeblast tem um dispositivo que promete evitar que os sapatos cheirem mal. O dispositivo utiliza um sensor de umidade para julgar quanto calor e luz ultravioleta deve aplicar para esterilizar os sapatos.

Então, há muito que ver na CES 2020. A pergunta é qual resposta o mercado terá ante todas essas inovações que buscam mudar o futuro.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade