PUBLICIDADE

Canon ensina a "driblar" aviso de toner não original devido à falta de chips

Escassez de chips forçou Canon a produzir toner sem chip de proteção; empresa criou página que ensina a contornar avisos de erro

12 jan 2022 01h14
| atualizado em 14/1/2022 às 12h35
ver comentários
Publicidade

Se você comprou uma impressora nos últimos anos, talvez saiba, por experiência própria, que nem sempre é fácil usar tinta ou toner de terceiros no equipamento. A Canon está entre as marcas que adotam tecnologias para que as suas impressoras reconheçam apenas suprimentos originais. Mas, por causa da escassez global de chips, a companhia se viu obrigada a ensinar seus clientes a "driblar" essa restrição.

Toners em impressora Canon
Toners em impressora Canon
Foto: divulgação/Canon / Tecnoblog

De modo geral, as fabricantes alegam que o uso de toner ou tintas originais garante impressões de boa qualidade e o funcionamento adequado da impressora. O que essas empresas não costumam informar é que essa também é uma forma de garantir receita recorrente com a venda desses suprimentos.

Não é por acaso que, pelo menos no segmento doméstico, não é raro impressoras serem comercializadas com preço baixo: a receita do negócio vem da venda de cartuchos.

No caso da Canon (e de tantas outras marcas), um chip integrado ao cartucho tem a função primária de informar à impressora os níveis de tinta ou toner. Na ausência do chip ou se este tiver algum tipo de defeito, o equipamento interpreta que não há tinta ou toner e impede a impressão.

Note também que o chip acaba cumprindo a função de identificar cartuchos originais e, consequentemente, dificultar o uso de suprimentos de terceiros.

Toner original é vendido sem chip

O que a Canon não esperava é que essa estratégia, que funciona há tanto tempo, um dia seria prejudicada por uma crise de abastecimento no mercado de semicondutores. Por conta da dificuldade de obter chips, a unidade alemã da companhia soltou um comunicado para informar que está produzindo toner sem o componente:

Com o intuito de garantir o fornecimento contínuo e confiável, decidimos distribuir suprimentos sem componentes semicondutores até que o fornecimento normal seja restaurado.

Na mesma nota, a Canon explica que a qualidade das impressões não é afetada pela medida, mas que indicadores do nível de toner ou da quantidade de páginas a serem impressas podem não funcionar.

Sem o chip, o cartucho não é reconhecido corretamente, situação que obrigou a Canon a divulgar uma página que, além de listar as impressoras afetadas (apenas modelos a laser), orienta o usuário sobre como contornar as mensagens de erro que surgem no momento da impressão.

Imagem de um dos passos para contornar os avisos
Imagem de um dos passos para contornar os avisos
Foto: divulgação/Canon / Tecnoblog

O passo a passo varia de acordo com o modelo da impressora, mas nenhuma etapa é complexa. A maior parte delas se resume em pressionar botões como "Eu concordo" ou "Fechar" (sim, só isso). Os indicadores de nível de toner podem até não funcionar sem o chip, mas, definitivamente, não há impedimentos para a impressão em si.

A parte mais irônica dessa história é que, com as orientações dadas, podemos presumir que a Canon explicou indiretamente como os usuários podem usar cartuchos de terceiros nas impressoras da marca.

Com informações: Ars Technica, PetaPixel.

Canon ensina a "driblar" aviso de toner não original devido à falta de chips

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade