0

ZTE pede que Estados Unidos suspendam banimento da marca no país

7 mai 2018
16h40
  • separator
  • 0
  • comentários

A fabricante chinesa de dispositivos eletrônicos, ZTE, enviou um pedido formal ao Departamento do Comércio dos Estados Unidos para que o país suspenda o banimento comercial da marca no país. A empresa foi proibida, por um período de sete anos, de comprar componentes fabricados nos EUA no mês passado, e é possível que a empresa também não possa mais usar o sistema Android em seus smartphones.

ZTE
ZTE
Foto: Canaltech

O banimento pode representar um sério risco aos negócios da ZTE, uma vez que a empresa depende de chips importados dos EUA em seu atual modelo de negócios para smartphones, e a empresa chegou a declarar que a medida seria inaceitável, uma vez que ameaça sua sobrevivência.

Na última semana, negociadores chineses que mantêm relações com os EUA decidiram intervir, pedindo ao país que ouça o apelo da ZTE, levando em consideração os esforços da companhia. Mas, ainda que a medida tenha sido vista por muitos como parte de uma disputa comercial e política entre ambos os países, autoridades norte-americanas garantiram que a ação contra a ZTE não tem relação com nada disso.

O banimento temporário da ZTE no país se deu como consequência da exportação de peças da chinesa para o Irã e a Coreia do Norte de maneira ilegal. Havia um acordo que previa punição de funcionários que agiram fora da lei, mas a companhia não cumpriu o combinado, e até mesmo entregou bonificações para tais empregados, demitindo apenas quatro de seus membros sêniores e mantendo mais de 35 pessoas que violaram as leis.

A proibição de vendas de produtos fabricados nos EUA para a ZTE ressalta, ainda, uma forte dependência da nação em relação à importação de semicondutores.

Canaltech Canaltech
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade