1 evento ao vivo

Google anuncia Android mais leve e leva Assistent para feature phones

7 dez 2017
18h29
  • separator
  • comentários

Pensando em facilitar a vida de quem não tem um smartphone topo de linha e precisa ter conexão com a internet, o Google anunciou uma série de novidades para esse público em evento realizado na Índia.

JioPhone Reliance
JioPhone Reliance
Foto: Canaltech

O alvo é o consumidor indiano, inicialmente, para que o recurso possa futuramente chegar a outros países em desenvolvimento — ainda não há informações sobre o Brasil. A principal novidade anunciada foi o Android GO, uma versão mais leve do sistema operacional que ocupa menos espaço na memória interna e precisa de 1 GB de RAM para rodar.

Essa versão do Android é destinada a modelos de entrada, normalmente com um hardware mais simples, como o Moto G5, Galaxy J5 e o LG K10.

Assistente para "burrofones"

Outro alvo das novidades do Google é o proprietário de um feature phone (também chamado de burrofone), que basicamente faz chamadas e recebe SMS.

Nesse grupo, há milhões de consumidores com aparelhos que não usam o Android, mas com recursos para acessar a internet. Para eles, o Google está disponibilizando o Assistent, e o primeiro modelo a receber o ajudante virtual é o Reliance JioPhone.

O celular tem conexão 4G e trabalha com o KaiOS, sistema operacional customizado e baseado no FirefoxOS. Entre seus recursos, está uma assistente de voz, chamada HelloJio.

A versão do Assistent para esse feature phone tem suporte de voz em hindu e está adaptada para a tela colorida de 2,4 polegadas. Os usuários devem ter acesso a boa parte dos recursos oferecidos a um usuário de smartphone.

Crescimento na Índia

Rumores indicam que o Google estaria trabalhando com outros fabricantes de feature phones, entre eles, a Nokia. Um dos objetivos da gigante de buscas é ampliar seu público na Índia, o primeiro país a receber essas novidades.

No país asiático, existem cerca de 500 milhões de usuários de celulares, dentro de um mercado potencial de 780 milhões. Isso significa que há uma margem grande de exploração, e o Google quer aproveitar esses novos recursos para chegar ao consumidor que tem dispositivos menos badalados.

Canaltech Canaltech

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade