1 evento ao vivo

Empresa registra 1,4 milhão de ataques DDoS durante o primeiro trimestre de 2018

15 mai 2018
16h12
  • separator
  • comentários

De acordo com um levantamento feito pela UPX Technologies, o número de ataques DDoS identificados só no primeiro trimestre de 2018 foi de nada menos do que 1,4 milhão. O pior de tudo é que o Brasil é o país que mais originou investidas desse tipo, com 12,3 mil IPs nacionais sendo utilizados para tal delito; em segundo, temos os Estados Unidos com 10,8 mil e a China com 3,2 mil. Obviamente, existe a possibilidade de que os endereços estejam sendo mascarados.

DDoS
DDoS
Foto: The Network Effect / Canaltech

De acordo com Bruno Prado, CEO da UPX Technologies, a popularização desse método foi causado pelo surgimento de hackers e "empresas" que terceirizam tal serviço. "Contratar um ataque DDoS não requer qualquer conhecimento técnico, basta utilizar ferramentas pagas em dólares ou Bitcoins. Qualquer usuário com um cartão de crédito internacional ou carteira de bitcoin tem a capacidade de deixar fora do ar provedores, operadoras, data centers ou até cidades inteiras", explica o executivo.

Recentemente, uma cooperação internacional resultou no derrubamento do site WebStresser, que oferecia "aluguel" de DDoS por aproximadamente R$ 48. A plataforma contava com pelo menos 136 mil clientes registrados; seus responsáveis foram presos na Escócia, Croácia, Canadá e Sérvia. Porém, outras páginas semelhantes continuam oferecendo tal serviço, especialmente na deep web.

Ainda de acordo com dados da UPX, empresas que jamais sofreram com tal tipo de ataque são as principais vítimas, visto que elas ainda não possuem uma infraestrutura preparada para lidar com os incidentes. A duração média de um DDoS é de 14 horas, embora houve registros de investidas de até 18 horas.

Canaltech Canaltech

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade