0

CEO da Intel pede demissão por ter se envolvido com funcionária

21 jun 2018
11h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Aproveitando para divulgar seus lucros anuais em um relatório enviado à imprensa, a Intel também anunciou de maneira despretensiosa que o CEO Brian Krzanich renunciou ao cargo. O motivo seriam algumas revelações recentes envolvendo um relacionamento consensual com uma funcionária.

No comunicado, a empresa é bastante transparente quanto ao caso, expondo que "a Intel foi recentemente informada de que Krzanich tinha um relacionamento consensual com uma funcionária da empresa", acrescentando que há "uma investigação em andamento envolvendo advogados internos e externos".

Aparentemente, o caso viola uma política de não-confraternização da fabricante, a qual se aplica a todos os dirigentes. "Dada a expectativa de que todos os funcionários respeitarão os valores da Intel e aderirão ao código de conduta da empresa, a diretoria aceitou a renúncia de Krzanich", acrescentou a companhia no comunicado.

O CFO Bob Swan assumirá como CEO interino enquanto a Intel procurapor um substituto permanente para o cargo. (Imagem: Tech Crunch)
O CFO Bob Swan assumirá como CEO interino enquanto a Intel procurapor um substituto permanente para o cargo. (Imagem: Tech Crunch)
Foto: Canaltech

Para assumir a cadeira de presidente executivo antes ocupada por Krzanich por meia década, o CFO Robert Swan foi nomeado como CEO interino. Swan comenta que a empresa está se transformando e adquirindo um novo foco de mercado, além de alegar que a equipe da Intel está bem encaminhada, produzindo produtos que trazem crescimento e resultados. Enquanto isso, a companhia segue procurando por um substituto permanente.

Por fim, Andy Bryant, atual presidente da Intel, falou que está confiante na capacidade de Swan, comentando como seu papel "tem sido fundamental para o desenvolvimento e a execução da estratégia" da empresa. Ele finaliza o comunicado agradecendo pelas contribuições de Krzanich à companhia.

Canaltech Canaltech
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade