2 eventos ao vivo

Apple irá utilizar Face ID em todos os novos iPhones a partir de 2018

13 out 2017
09h35
  • separator
  • comentários

A Apple deverá abandonar de vez o Touch ID e apostar no Face ID como seu sistema de segurança biomérica em todos os iPhones que lançar a partir de 2018. A estratégia da companhia é eliminar totalmente o sensor de impressão digital e incorporar nos novos iPhones o sensor de reconhecimento facial, visto que a Apple entende que a tecnologia está totalmente pronta para ser usada como principal instrumento de segurança biométrica.

iPhone X
iPhone X
Foto: Canaltech

O iPhone X foi o primeiro a contar com o Face ID e a experiência com o sistema foi tão positiva que a empresa já optou por desistir do Touch ID, presente nos recém-lançados iPhone 8 e iPhone 8 Plus. Segundo os rumores, o plano inicial da Apple era incluir o Face ID e o Touch ID no iPhone X, mas o novo design permitiria que o sensor de impressões digitais fosse acoplado sob a tela Super Retina, tecnologia que não estava pronta a tempo para ser incluída no aparelho.

Para o analista da KGI Securities Ming-Chi Kuo, famoso por antecipar novidades da Apple, a Maçã já decidiu que o Face ID irá substituir totalmente o Touch ID nos novos iPhones a partir do ano que vem. Todos os novos smartphones da companhia contarão com câmera TrueDepth, dotada de tecnologia de reconhecimento facial. "Acreditamos que esta mudança permita que todos os novos modelos tenham uma vantagem competitiva através da diferenciação", afirmou Kuo. Além disso, o analista antecipou que os novos iPhones também apresentarão um design de tela cheia, assim como o iPhone X.

A vantagem da Apple sobre as rivais está na avançada tecnologia de reconhecimento facial, que, segundo apontam os especialistas, está dois anos à frente da tecnologia utilizada pelos dispositivos da Samsung, por exemplo. Além de ser mais rápida, é mais confiável e significativamente mais segura. A Apple afirma que existe uma chance em 1 milhão de que uma pessoa aleatória consiga desbloquear o iPhone X utilizando sua face. Por outro lado, há uma chance em 50 mil para que uma pessoa aleatória possa desbloquear o iPhone utilizando sua impressão digital.

Apesar da decisão da Apple de abandonar o Touch ID e apostar no Face ID, o sensor de reconhecimento facial tem sido um problema em termos de fabricação, o que tem reduzido as estimativas de envios do iPhone X. Acredita-se que por conta dos atrasos na fabricação do sensor TrueDepth e, consequentemente, a escassez de dispositivos, seja extremamente difícil conseguir comprar um iPhone X no dia do lançamento, marcado para 3 de novembro.

Canaltech Canaltech

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade