7 eventos ao vivo

Cabify levanta US$ 70 milhões para ampliar oferta de serviços

Aplicativo de transporte compartilhado deve trazer patinetes elétricos para o Brasil, além de melhorar o app usado hoje

6 fev 2019
17h54
atualizado às 18h51
  • separator
  • 0
  • comentários

O Cabify levantou US$ 70 milhões por meio de um acordo fechado com o banco BID Invest para ampliar e fortalecer a atuação do seu aplicativo de transporte. As duas empresas assinaram o acordo nesta quarta-feira, 6, em Lima, no Peru, que financiará projetos pilotos do aplicativo de transportes nos países da América Latina e Caribe, onde a startup tem operação.

Segundo a Cabify, o valor será alocado em três áreas: a primeira delas focará em fornecer novas opções de serviços para os usuários, mas a empresa não confirmou quais serão. A Cabify já havia dado indícios que traria os patinetes elétricos para o Brasil por meio da Movo, startup que oferece o modal no México, Colômbia, Peru, Chile e Espanha. A empresa não confirmou quando o serviço estará disponível no País e se o montante será mesmo usado para dar início na operação local.

Os aplicativos também devem receber novas funcionalidades, mas empresa ainda não revelou quais e em quanto tempo serão feitas. Por fim, o programa de benefícios dados a motoristas, anunciado no fim do ano passado, deve ser ampliado.

'Caixinha'. A empresa também divulgou que a partir desta terça será possível enviar gorjeta para os motoristas. A opção, assim como já acontece nas concorrentes, aparecerá no fim da corrida com as opções de R$ 1, R$ 3 e R$ 5. O Cabify descartou que a novidade já tenha relação com o acordo anunciado hoje.

Com os anúncios, a Cabify tenta ganhar fôlego no mercado latino americano, a medida que o setor é cada vez mais assediado por gigantes mundiais como Uber e a chinesa Didi Chuxing. Hoje, a startup de mobilidade está na terceira posição no mercado brasileiro.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade