0

Apple lança iPhone 6 com telas de 4.7 e 5.5 polegadas

Aparelho passa a ter opção com memória de 128 GB e chega às lojas nos Estados Unidos no dia 19 de setembro. Preço varia de US$ 199 a US$ 399

9 set 2014
14h16
atualizado em 14/10/2014 às 12h29
  • separator
  • 0
  • comentários

Em um evento especial na cidade de Cupertino, Califórnia, na tarde desta terça-feira, a Apple lançou seus novos smartphones: o iPhone 6 com tela de 4.7 polegadas e o iPhone 6 Plus com tela de 5.5 polegadas. No mesmo evento, a companhia ainda apresentou seu primeiro smartwatch: o Apple Watch.

<p>Novos iPhones também deverão contar com um barômetro desenvolvido pela Nike, o Nike+</p>
Novos iPhones também deverão contar com um barômetro desenvolvido pela Nike, o Nike+
Foto: Stephen Lam / Reuters

Os novos celulares são uma tentativa da companhia de recuperar parte do mercado perdido – entre o segundo sementre de 2013 e o segundo semestre de 2014, a participação da marca no mercado global de smartphones caiu de 13% para 11,9%.

Os dois novos aparelhos trazem tela Retina em alta definição, bordas arredondadas e estão disponíveis nas cores preta, branca, dourada, laranja e azul. O esquema de usabilidade de seus sistemas operacionais é similar aos atualmente utilizados no iPad Mini, com novo teclado e funcionalidades como “copiar” e “cortar” nas teclas. 

Como esperado, o sistema operacional foi atualizado do iOS 7 para o iOS 8. Além disso, o hardware do iPhone 6 foi melhorado e o aparelho passa a ter um processador quad-core A8 de 64 bits contra o dual-core 1.3 GHz A7 do modelo anterior. O novo processador é 20% mais rápido que seu antecessor e usará a tecnologia Metal, para desempenho de jogos em 3D.

De acordo com o vice-presidente global de Marketing da Apple, Phil Schiller, a companhia sempre pensou em lançar smartphones com dois tamanhos de telas. Schiller mostrou que a bateria do iPhone 6 dura 14 horas no modo de conversas 3G e 24 horas no iPhone 6 Plus. Outra mudança nas especificações é a atualização do processador de mobilidade - de M7 para M8 - desenhado para lidar exclusivamente com informações de sensores de movimento.

Todas as versões têm 4G, suportam até 20 bandas e virão com a função Volte (Voice Over LTE) que melhora a qualidade da voz nas ligações, além da inovadora opção de fazer ligações via WiFi com o novo modelo de conexão 802.11 ac.

Destaca-se na câmera de 8 megapixels, o flash true tone com sensor iSight que melhora o foco das imagens, a foto panorâmica de 43 megapixels, além do sistema de estabilização de imagens que diminui a incidência de fotos tremidas e borradas. O sensor ainda grava em HD 1080p e em câmera lenta 120 fps ou 240 fps. Também foram apresentadas melhorias na detecção de rostos e a opção para selfies múltiplas. Os novos iPhones também deverão contar com um barômetro desenvolvido pela Nike, o Nike+. Com um aplicativo conjugado, o aparelho conseguirá identificar distâncias e alturas percorridas pelo usuário.

<p>iPhone 6 de 16 GB custará US$ 199</p>
iPhone 6 de 16 GB custará US$ 199
Foto: Stephen Lam / Reuters
Preço e disponibilidade
O produto foi apresentado pelo CEO da empresa, Tim Cook, que abordou em sua apresentação a história de inovação da Apple. Ele lembrou que 30 anos atrás, no mesmo prédio em que o iPhone 6 foi lançado nesta terça-feira, a companhia americana chefiada por seu fundador, Steve Jobs, lançaria o primeiro computador da série Macintosh, que revolucionou o uso do computador pessoal. “É ótimo estar de volta ao Flint Center”, disse Cook. “Hoje estamos lançando o maior avanço na história do iPhone”. “Eu espero que vocês concordem que este é o melhor telefone que vocês já viram.”

Nos Estados Unidos, o iPhone 6 de 16 GB custará US$ 199, já a opção de 64 GB US$ 299 e a versão de 128 GB, uma novidade, US$ 399. Os preços valem para aparelhos com contrato de dois anos. O iPhone 6 Plus começa em US$ 299. A pré-venda dos novos aparelhos começa no dia 12 de setembro e começa a ser vendido no dia 19 de setembro. A promessa é que ele chegue a 115 países até o fim do ano. Com o iPhone 6 no mercado, a versão inicial do iPhone 5s custará a partir US$ 99 e o iPhone 5c sairá de graça com contrato pré-pago nos Estados Unidos.

Pagamento
A Apple também apresentou o Apple Pay, um meio de pagamento móvel que utiliza o celular como plataforma. Para isso, a Apple combinou a tecnologia NFC com o leitor biométrico do celular. “Nossa ambição é substituir a carteira”, afirmou Tim Cook. O CEO justificou o ingresso da Apple neste mercado arrolando o valor gasto anualmente nos EUA com cartões de crédito: US$ 12 bilhões. “Todas as tentativas de resolver o problema do pagamento móvel falharam”, disse Cook. 

Caso o iPhone seja roubado ou perdido, o usuário poderá cancelar as funções de pagamento via a aplicação “Find My iPhone”. A nova funcionalidade tem parceria com o Citibank, Bank of America, Capital One, Wells Fargo, Chase e American Express, além de 220 mil lojas do varejo americano como Whole Foods, Staples, Macy’s, McDonalds, Wallgreens, Duane Reade, Toys 'R Us, Sephora, Panera Bread, Nike, Subway e Disney.

O Apple Pay também funcionará para transações online. Na exibição da carteira digital, os aplicativos Uber, Tickets.com, Groupon e a loja da Apple também poderão ser usados na nova modalidade que deve ser lançada em outubro de 2014. “Apple Pay vai mudar para sempre o modo como nós compramos as coisas”, completou Tim Cook. 

Veja também:

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade