0

Apple lança iPad Air 2 e iPad Mini 3 com leitor biométrico

Pré-venda dos aparelhos nos EUA começa em 17 de outubro; iPad Air 2 tem versões a partir de US$ 499 e iPad Mini, a partir de US$ 399

16 out 2014
14h59
atualizado às 16h58
  • separator
  • comentários

Em um evento especial na tarde desta quinta-feira, a Apple lançou uma nova versão do iPad, o iPad Air 2.

<p>Este é o novo iPad 2. Você consegue vê-lo?, brincou Tim Cook, presidente-executivo da Apple, ao mostrar o quão fino é o tablet</p>
Este é o novo iPad 2. Você consegue vê-lo?, brincou Tim Cook, presidente-executivo da Apple, ao mostrar o quão fino é o tablet
Foto: Robert Galbraith / Reuters

O tablet ganha versão mais fina, com 6.1mm. No mesmo evento, a empresa apresentou novos modelos de iMac, além de atualizações do iOS 8.1, sistema operacional de seus dispositivos móveis, e do Mac OS X Yosemite, de seus computadores.

Apple lança novos iMacs em evento nos Estados Unidos 

“Este é o novo iPad Air 2. Você consegue vê-lo?”, brincou Tim Cook, presidente-executivo da Apple, ao mostrar o quão fino é o tablet.

Os novos aparelhos tem tela feita de LCD e vidro sensível ao toque que reduz em 56% o reflexo da luz durante a leitura. Há também leitor biométrico (Touch ID), utilizado amplamente nos iPhones desde o modelo 5s. O Touch ID poderá ser usado para validar compras, função fundamental agora que a empresa quer ingressar no mercado de pagamentos eletrônicos com o Apple Pay.

“Funciona com as lojas. Então você pode comprar na Mac Store e na iTunes Store”, afirmou vice-presidente de marketing da Apple. “Também funcionará com o Apple Pay, que começa na segunda-feira”.

No que diz respeito ao hardware do iPad Air 2, a nova geração de processadores A8X, uma variação do chip utilizado no iPhone, é destaque por ser 40% mais veloz que a versão anterior. A opção por 128 GB de memória para armazenamento de informação também é novidade e alinha a família de iPads com as opções de memória do iPhone 6. 

“Ele (A8X) foi criado especificamente para o iPad Air 2 e é 40% mais rápido que o anterior”, disse Schiller. “São três bilhões de transistors no processador”, afirmou. Isso garante performance gráfica 180 vezes mais rápida que a versão anterior. A promessa é que a bateria dure até 10 horas.

Além disso, o coprocessador M8, que tem barômetro e sistema de rastreamento, foi incluído no aparelho. O iPad Air 2 ainda possui câmera de 8 megapixels iSight de alta definição, capaz de capturar imagens em 1080 pixels, e câmera fotográfica capaz de tirar fotos panorâmicas de até 43 megapixels. 

O tablet também vem com 4G e consegue fazer downloads a uma velocidade superior a 150 Mbps. Seu Wi-Fi também foi aprimorado e é 2,8 vezes mais rápido que o modelo atual.

iPad Mini 3
Com menos destaque, o iPad Mini 3 também foi apresentado nesta quinta-feira. A maior novidade é a nova câmera de 5 megapixels iSight, capaz de gravar em 1080 pixels HD, e a inclusão do leitor biométrico Touch ID, próprio para efetuar compras por meio do Apple Pay.

Disponibilidade e preço
Os dois gadgets começam a ser vendidos no dia 17 de outubro em regime de pré-venda nos Estados Unidos. O iPad Air 2 terá preço inicial de US$ 499 na versão Wi-Fi de 16 GB. O modelo com 64 GB sai por US$ 599 e com 128 GB, US$ 699. Já a versão com Wi-Fi e chip de celular começa em US$ 529 para o modelo com 16 GB, salta a US$ 699 para a versão com 64 GB e termina na opção top de linha com 128 GB, a US$ 799.

O iPad Mini 3, por sua vez, sai por US$ 399 (16 GB), US$ 499 (64 GB) e US$ 599 (128 GB) na opção apenas com Wi-Fi. Na versão de Wi-Fi e chip de celular, US$ 529 (16 GB), US$ 629 (64 GB) e US$ 729 (128 GB).

Os consumidores também poderão optar pelo iPad Mini 3 dourado, cor até então indisponível. Os iPads de versões anteriores terão redução de preço. O iPad Mini 2 passa a custar US$ 299,0 o iPad Air, US$ 399, e o iPad Mini, US$ 249.

Mercado
A esperança é que os novos gadgets da Apple reaqueçam o setor neste fim de ano, uma vez que a venda de tablets teve crescimento lento e gradual durante o período, tendo registrado apenas 11% de alta.

Trata-se de uma expansão pequena para uma área que, por ser nova, ainda tem muito espaço para crescer. Os índices sugerem uma possível estagnação do mercado de tablets já em 2014.

Cook, porém, está otimista. Segundo ele, a App Store possui 275 mil aplicativos para iPad e o produto foi o mais vendido em seus primeiros quatro anos na história da Apple.

iOS 8.1, o novo sistema operacional
A Apple também aproveitou o evento para anunciar uma atualização em seu sistema operacional para dispositivos móveis, o iOS 8.1. A nova versão, a ser usada no iPhone, iPad e iPod Touch, corrige problemas das versões anteriores, criticadas por apresentarem constantes falhas no app HealthKit, por desabilitarem a função de telefonia e até por deletarem documentos do iCloud.

Nesta nova atualização foram incluídas novas opções para foto, como o filtro para imagens dentro do aplicativo da máquina fotográfica, e o iCloud Photo Library, sistema de armazenamento de fotos e vídeos na nuvem com 5 GB disponíveis de graça. Ainda há opções pagas com 20 GB a US$ 0,99 mensais e 200 GB por US$ 3,99 mensais.

O vice-presidente sênior da Apple, Craig Federighi, defendeu o sistema operacional, que teve adesão lenta num primeiro momento devido às falhas.

“A situação com outras plataformas é diferente. Se você comparar com o Android, a maioria (54%) usa uma versão de dois anos atrás”, disse Federighi. O executivo ainda mostrou que, atualmente, 48% dos usuários de iPad, iPhone e iPod Touch migraram para iOS 8.

O novo sistema também está apto a funcionar com o Apple Pay e estará disponível a partir desta quinta-feira para download gratuito.

O fim do iPod Classic O fim do iPod Classic

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade