2 eventos ao vivo

Apple deve lançar iPhone 12 sem tela de 120 Hz; recurso fica para 2021

No quesito "tela", linha iPhone 12 deve ficar para trás em relação a concorrentes como Samsung Galaxy S20 e Motorola Edge+

14 set 2020
19h14
atualizado às 22h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Para a tristeza dos fãs da Apple, a linha iPhone 12, que tem lançamento esperado para outubro, não deve suportar as telas de 120 Hz. Desse modo, os smartphones ficariam atrás de celulares topo de linha da Samsung e da Motorola, que contam com taxas de 120 e 90 Hz. A aderência a esse recurso teria sido adiada para 2021 por conta de problemas relacionados à duração de bateria, de acordo com o analista Ming-Chi Kuo.

Apple iPhone 11 - Review
Apple iPhone 11 - Review
Foto: Tecnoblog

A previsão contraria a expectativa de que ao menos os modelos "Pro" teriam suporte aos 120 Hz. Mas a explicação não é exatamente uma surpresa, conhecendo-se o histórico da Apple com baterias que descarregam rapidamente. A empresa evoluiu nesse quesito nos últimos anos, mas aparentemente a nova tecnologia poderia pôr tudo a perder.

Vale lembrar que no Galaxy S20 Ultra, os testes do Tecnoblog confirmaram o alto gasto energético do display de 120 Hz - nas palavras de Paulo Higa, a tela do smartphone "bebe a bateria de canudinho".

Em vez de abolir a taxa maior (ou ignorar o gasto de energia), a Samsung optou por uma solução diferente no Note 20 Ultra, permitindo a variação da taxa de atualização, algo que poderia ter sido aproveitado pela Apple, com a adoção das telas LTPO - mas que, provavelmente, vai ficar para a próxima geração.

Unidade de testes do iPhone 12 Pro Max contava com opção para ativar tela de 120 Hz
Unidade de testes do iPhone 12 Pro Max contava com opção para ativar tela de 120 Hz
Foto: Reprodução/Twitter/EverythingApplePro / Tecnoblog

O grande benefício das telas de 120 Hz é a maior fluidez gráfica - em um telefone com Android, isso é bastante perceptível na transição de telas e abertura de apps. Parece que tudo fica mais rápido e suave. Não se sabe ao certo o impacto final para o usuário comum em um iPhone recente, já que o iOS já fornece uma experiência bastante fluida, mesmo com taxa de 60 Hz. Mas pelo que vimos no iPad Pro, as expectativas são animadoras.

De qualquer modo, se as previsões recentes estiverem certas, teremos que aguardar mais um ano para descobrir. Por enquanto, ainda podemos esperar o iPhone 12 com suporte a 5G, mas as demais mudanças devem ser apenas incrementais.

Com informações: MacRumors

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Tecnoblog
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade