0

Apple aumentará preços da App Store no Brasil para iPhone e iPad

Apple anuncia aumento nos preços da App Store no Brasil para desenvolvedores; aplicativos para iPhone e iPad ficarão mais caros

27 out 2020
09h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

É bom ficar atento antes de comprar algum app: a Apple anunciou aos desenvolvedores, nesta segunda-feira (26), que irá aumentar os preços da App Store no Brasil. A alteração irá afetar tanto o catálogo brasileiro da loja de aplicativos quanto de outros países, como África do Sul, Colômbia, Índia, Indonésia e Rússia.

Apple irá reajustar preços de App Store no Brasil (Imagem: Tecnoblog)
Apple irá reajustar preços de App Store no Brasil (Imagem: Tecnoblog)
Foto: Tecnoblog

"Quando os impostos ou taxas de câmbio mudam, às vezes precisamos atualizar os preços na App Store", anunciaram. "Nos próximos dias, os preços de aplicativos e compras no aplicativo (excluindo assinaturas auto-renováveis) na App Store aumentarão no Brasil, Colômbia, Índia, Indonésia, Rússia e África do Sul".

A Apple não informou com exatidão quando o reajuste será aplicado no Brasil. Mas espera-se que a alteração ocorra em breve.

Apple irá aumentar preços da App Store no Brasil

Este é o segundo reajuste da App Store no Brasil desde que a Apple aumentou os valores pela primeira vez em 2018. Com o novo acréscimo, os aplicativos terão preços a partir de R$ 4,90 (Tier 1), em vez de R$ 3,90, com o teto de R$ 5.499,90 (Tier 87). Os valores alternativos (Alternate Tier) variam entre R$ 0,90 e R$ 27,90. Confira:

  • US$ 0,99: de R$ 3,90 para R$ 4,90 (+25,6%);
  • US$ 1,99: de R$ 7,90 para R$ 10,90 (+37,9%);
  • US$ 2,99: de R$ 10,90 para R$ 16,90 (+55%);
  • US$ 3,99: de R$ 14,90 para R$ 22,90 (+53,6%);
  • US$ 4,99: de R$ 18,90 para R$ 27,90 (+47,6%);
  • US$ 5,99: de R$ 22,90 para R$ 34,90 (+52,4%).

Outros países também terão acréscimos nos preços. É o caso da África do Sul, Colômbia, Índia, Indonésia e Rússia. A Apple ainda irá reajustar os valores da Albânia e Islândia "para alinhar com os preços usados em outros mercados que vendem em dólares americanos com imposto sobre valor agregado".

Até o momento, não há informações sobre aumento de preços de assinaturas de serviços como o Apple Music, Apple TV+, Apple Arcade e armazenamento do iCloud.

Apple iPhone 11 e 11 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Apple iPhone 11 e 11 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Foto: Tecnoblog

Apple aumenta preço de iPhones e AirPods no Brasil

Além da App Store no Brasil, a Apple aumentou os preços dos iPhones em 2020. Após o lançamento do iPhone 12, a marca norte-americana reajustou os valores do iPhone 11, iPhone XR e iPhone SE (2020). Os valores do trio agora começam em R$ 3.699 e vão até R$ 7.199, considerando todas as opções de armazenamento disponíveis.

Os AirPods também entram na lista de produtos da Apple que sofreram acréscimo nos valores nesses últimos tempos. No caso dos AirPods de 2ª geração com estojo de recarga, o valor subiu de R$ 1.349 para R$ 1.899, enquanto a opção com recarga sem fio foi de R$ 1.679 para R$ 2.349. O AirPods Pro agora custa 2.999 no Brasil.

Vale lembrar que a Apple passou a comercializar o iPhone 12, 11, XR e SE (2020) sem adaptador de tomada e fone de ouvido na caixa. Agora, os celulares são acompanhados somente por um cabo Lightning para USB-C, que não é compatível com os carregadores antigos. Para obter os acessórios, é preciso comprá-los separadamente.

Com informações: 9to5Mac e Apple (Developers)

Apple aumentará preços da App Store no Brasil para iPhone e iPad

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Tecnoblog
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade