0

Amor Divino: filme brasileiro mostra futuro dominado por uma teocracia

A produção do diretor pernambucano Gabriel Mascaro serve como um olhar amplificado para o que aconte...

16 mai 2019
15h13
atualizado às 15h34
  • separator
  • 0
  • comentários

Que o cinema brasileiro é responsável por grandes obras da Sétima Arte é difícil negar, mas a ficção científica nunca foi o nosso forte, talvez pela necessidade de efeitos especiais de alto custo, talvez por realmente não ser uma tradição de produção desse tipo de história no Brasil, mas seja como for, o longa-metragem do diretor pernambucano Gabriel Mascaro pode acabar com essa realidade.

Foto: TecMundo

"Amor Divino" teve seu teaser revelado hoje (16) e mostra um Brasil no ano de 2027 dominado pela crença religiosa e pelo controle populacional por meio de DNA e outras tecnologias avançadas. Se isso lembra grandes obras da ficção distópica, como "1984" ou "Admirável Mundo Novo", não é mera coincidência.

Deus e ciência

A protagonista é a atriz Dira Paes, que faz o papel de uma mulher religiosa que trabalha em um cartório tentando convencer casais a não se separarem. De acordo com a sinopse oficial do filme, "enquanto ela espera por um sinal divino em reconhecimento aos seus esforços é confrontada com uma crise no seu casamento que termina por deixá-la ainda mais perto de Deus".

O teaser mostra um futuro cheio de cores neon, um drive thru de oração, cultos religiosos que mais se parecem com raves, detectores que reconhecem nas pessoas informações íntimas sobre elas e críticas ferrenhas à política atual do Brasil. O filme já foi exibido no Festival de Sundance e ganhou elogios de publicações como Variety e Remezcla.

"Divino Amor" chega aos cinemas no próximo dia 15 de agosto.

TecMundo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade