PUBLICIDADE

Ame Go: Americanas vai abrir sua primeira loja autônoma no Rio de Janeiro

Ame Go, primeira loja completamente autônoma da Americanas, será inaugurada no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro

22 nov 2021 22h03
| atualizado às 23h18
ver comentários
Publicidade

Americanas S.A. vai inaugurar a sua primeira loja completamente autônoma ao público nesta terça-feira (23): a Ame Go. Localizada no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (RIOgaleão), o estabelecimento permite a compra de carregador para celular, comida, livros, fones de ouvido, entre outros, sem precisar passar no caixa ou registrá-los em um terminal de autoatendimento. No lugar, é preciso apenas usar o app Ame Digital para acessar a loja, escolher seus produtos e sair. 

Primeira Ame Go ao público será inaugurada no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro
Primeira Ame Go ao público será inaugurada no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro
Foto: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog / Tecnoblog

Esta é a primeira unidade Ame Go aberta ao público após um período de testes de dois anos. A solução foca tanto em agilidade quanto em praticidade. Para isso, todos os passos são realizados somente pelo consumidor, sem precisar de intermediação de funcionários, e através de recursos de inteligência artificial e visão computacional.

Tudo funciona com o auxílio do app Ame Digital. Nele, o cliente toca em "Pagar" e depois vai em "Pagar nas Lojas Americanas". Em seguida, basta apontar o QR Code que vai aparecer na tela do celular para o leitor da catraca, acessar a loja, escolher o que quiser e sair. Pronto, o pagamento será processado automaticamente na carteira digital.

Ame Go possui acessórios para celular, doces, livros e demais tipos de produtos disponíveis
Ame Go possui acessórios para celular, doces, livros e demais tipos de produtos disponíveis
Foto: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog / Tecnoblog

Como é fazer compras na Ame Go?

Tive a chance de conhecer a nova loja autônoma Ame Go nesta segunda-feira (22). Inicialmente, é exatamente o que foi descrito acima: duas catracas que são liberadas ao fazer a leitura do código QR. E já nesse momento você fica surpreso. Afinal, cadê os funcionários? Onde eu pago? Como assim não tem nenhum terminal? É bem inusitado.

Também há uma variedade considerável de produtos. Inicialmente, dei de cara com pilhas, adaptadores de tomada, carregador de celulares, cabos e fones de ouvido, entre outros itens que podem ser essenciais em uma viagem. Mais adiante, você encontra produtos de higiene pessoal, brinquedos, livros, doces, comida e bebidas. 

E é aqui que a agilidade e a simplicidade aparecem. Após escolher o que deseja, você só precisa pegá-los e ir embora. Diferentemente do que estamos acostumados em supermercados com terminais de autoatendimento, não é preciso ler o código de barras de cada item. Pelo contrário, basta apenas caminhar até a catraca e sair.

Sim, você só precisa fazer isso
Sim, você só precisa fazer isso
Foto: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog / Tecnoblog

E como isso tudo funciona?

A solução é fruto de uma parceria entre a Americanas e a Zippin, uma startup especializada em modelos autônomos. Como já foi dito, o app Ame Digital é o ponto de partida de toda essa experiência. Além de fazer o pagamento, o aplicativo também gera um token que serve para liberar o acesso à loja. Além disso, esta sequência numérica também é utilizada para identificar o usuário durante as compras.

A identificação é feita com o auxílio de câmeras espalhadas pelo teto. Estes equipamentos fazem a biometria corporal do consumidor, que é atrelada ao token gerado pelo Ame Digital, para que ele seja reconhecido dentro da Ame Go. Depois, as câmeras criam uma espécie de "história" do cliente dentro do estabelecimento.

Há ainda mais um componente para deixar toda a história mais completa. Cada produto fica posicionado sobre balanças espalhadas pelas gôndolas. E são elas que ajudam a identificar a quantidade de itens retirados pelos clientes das prateleiras. Depois, estes dados são relacionados com as informações das câmeras para saber exatamente o que está sendo adquirido pelo consumidor.

A etapa final acontece quando o consumidor se direciona à catraca. Sem caixa e sem terminal, toda a verificação de produtos é realizada através dos dados coletados pelos sensores, que serão analisados posteriormente. Depois disso, o valor será debitado na carteira digital sem precisar sequer tocar no celular para confirmar.

Fachada da Ame Go no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro
Fachada da Ame Go no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro
Foto: Divulgação / Tecnoblog

Pagamento é feito pela carteira Ame Digital

Toda a transação financeira ocorre no aplicativo Ame Digital. Quando o processamento de dados é encerrado, o consumidor recebe uma notificação para alertar que houve uma compra aprovada. Pelo extrato do app, pode-se acompanhar o valor da compra e o que foi adquirido. A nota fiscal também é enviado para o email do cliente.

Mas nem sempre o pagamento será processado imediatamente. Em alguns casos, o valor pode ser abatido logo na saída caso esteja somente você dentro da loja e pegue apenas um produto, por exemplo. No entanto, quando há mais pessoas, mais itens, entre outras variáveis extras, a conclusão dessa transação pode levar mais tempo.

Durante os testes, a Americanas me explicou que essa demora acontece quando há mais dados a serem processados. De fato, todo o sistema se baseia em imagens capturadas pelas câmeras e pelos dados coletados pelos demais sensores. E quanto mais informação, mais intenso é o processamento, o que tende a requisitar mais tempo para que a conclusão aconteça.

A Ame Go está localizada no terminal de embarque doméstico do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, o RIOgaleão, ao lado do portão B. O horário de funcionamento será de 7:00 às 22:00 neste primeiro momento.

Ame Go: Americanas vai abrir sua primeira loja autônoma no Rio de Janeiro

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade