0

Amazon inicia testes com assistente de voz Alexa no Brasil

Convidados pela empresa, usuários farão testes com aparelho para ensiná-lo a 'falar' português; lançamento oficial deve ser ainda em 2019

12 mar 2019
05h13
  • separator
  • comentários

"Ei, Alexa": em breve, os usuários brasileiros vão poder conversar com a assistente pessoal da Amazon em português. Nesta-segunda-feira, 11, a varejista americana começou a enviar convites para clientes para participação no Alexa Preview, programa de testes do sistema de inteligência artificial da Amazon. Os usuários que forem selecionados para o projeto receberão uma caixa de som conectada Amazon Echo grátis e terão a tarefa de ensinar a assistente a conversar em português.

"Inicialmente, a Alexa oferecerá um conjunto limitado de recursos, mas novas funcionalidades serão incluídas ao longo do período de testes", diz o convite enviado pela empresa a usuários brasileiros. "Quanto mais você interagir com ela, mais ela se adapta aos seus padrões de fala, vocabulário e preferências pessoais." Lançada originalmente em novembro de 2014, a assistente pessoal Alexa é um dos principais sistemas de inteligência artificial disponíveis no mercado controlados por voz.

Com ajuda da plataforma, compatível com mais de 28 mil dispositivos no mundo todo, usuários podem realizar funções como chamar um Uber, trocar de música no serviço de streaming, acender lâmpadas ou comandar o ar-condicionado de casa, tudo pela voz. Hoje, a assistente pessoal tem 80 mil habilidades, está presente em mais de 100 milhões de dispositivos (em especial, as caixas de som conectadas da própria empresa) e fala seis línguas: inglês, francês, alemão, japonês, italiano e espanhol.

Há vagas. Além do convite, a Amazon está contratando pessoas no Brasil para ajudar a desenvolver o "sotaque local" da assistente de voz - anúncios com vagas do tipo surgiram nos últimos meses no site oficial de vagas da empresa e na rede social profissional LinkedIn.

A empresa também está buscando profissionais que possam ajudá-la a negociar parcerias com fabricantes de hardware no Brasil. É um sinal de que o "curso de português" da Alexa pode ser acompanhado do lançamento no País do Amazon Echo e suas diversas versões. Outra posição aberta procura um funcionário para ajudar a empresa a lidar com a comunidade nacional de desenvolvedores de aplicações, que possam também criar novas funcionalidades para a assistente pessoal.

Ainda não há previsão para o lançamento oficial da assistente no País. No entanto, é bastante provável que ele aconteça ainda este ano. Igor Krauniski, gerente de produtos da área de TV da LG, afirmou ao Estado que a Alexa deve chegar ao Brasil até o final do ano - a entrevista, realizada em janeiro, ocorreu durante a feira de tecnologia CES, em Las Vegas, onde a fabricante sul-coreana anunciou produtos que têm suporte à inteligência artificial da Amazon.

Quando lançar a Alexa no Brasil, a Amazon terá mais uma parte importante de sua operação no País, que vem sendo reforçada: no ano passado, a varejista começou a vender produtos de diversas categorias (eletrônicos, eletrodomésticos, casa, decoração, entre outros) diretamente aos consumidores brasileiros. Mais de 20 milhões de produtos estão disponíveis na loja da empresa por aqui.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade