4 eventos ao vivo

Amazon exibirá estratégia na área de transporte na feira de tecnologia CES

6 jan 2020
16h59
atualizado às 17h41
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Desde fazer carros falarem com a voz da Alexa até gerenciar dados de fábricas cheias de robôs, a Amazon quer ter um papel importante nas inovações no transporte, e nesta semana na CES, maior feira de tecnologia do mundo, revelará mais sobre a estratégia.

08/08/2018. REUTERS/Pascal Rossignol
08/08/2018. REUTERS/Pascal Rossignol
Foto: Reuters

A empresa planeja usar a feira anual de tecnologia em Las Vegas para revelar plano de ser uma participante importante na tecnologia de veículos autônomos, carros conectados, veículos elétricos e gerenciamento de fluxo de dados gerados por montadoras e motoristas, disseram executivos da empresa à Reuters.

A Amazon Web Services, que fornece serviços de computação em nuvem e gerenciamento de dados em larga escala, é central na estratégia da Amazon.

"Estamos realmente nos expandindo cada vez mais no ecossistema, desde a fabricação até o carro conectado", disse Jon Allen, chefe de serviços profissionais na área automotiva da Amazon Web Services, em entrevista por telefone. "A mensagem principal é que, se você for à CES este ano, realmente a consideraremos como uma visão 'One Amazon'".

Até agora, a Amazon mostrou sua estratégia no setor de transporte para investidores - e rivais - uma peça de cada vez. A Amazon investiu na startup de software de direção autônoma Aurora. Também assinou acordos com montadoras para entregar encomendas a porta-malas de veículos, ajudar a desenvolver redes de recarga de baterias de veículos elétricos e usar a AWS para conectar fábricas.

"É nossa tentativa de unir tudo em uma única experiência para nossos clientes", disse Dean Phillips, líder técnico automotivo da AWS, à Reuters. "Os clientes não distinguem a AWS da Alexa e da Amazon.com. É a Amazon."

A montadora norte-americana Rivian, na qual a Amazon investiu duas vezes, demonstrará a Alexa na picape elétrica R1T que começará a ser produzida ainda este ano, disse Phillips. A Rivian começará a produzir 100 mil vans elétricas para a Amazon a partir de 2021. A Alexa será integrada a todos esses veículos, disse a Amazon.

Enquanto isso, BlackBerry e Karma Automotive, usando os serviços da AWS, demonstrarão como prever melhor a saúde da bateria de um carro elétrico, permitindo que as montadoras treinem os motoristas sobre como dirigir de maneira que prolongue a vida útil da bateria, disse ele.

Alguns integrantes da indústria temem a perda de lucros para companhias de tecnologia, mas a Amazon trabalha para conquistar o setor, mostrando maior flexibilidade às necessidades de empresas. Por exemplo, quando a Alexa for lançada nos carros da General Motors nos EUA no próximo ano, ela será ativada com um botão e não precisará da palavra de alerta "Alexa", disseram funcionários da Amazon.

Outro recurso permitirá que o motorista use o comando de voz "Alexa, pague a gasolina" para fazer o pagamento em 11.500 postos de combustível da Exxon e Mobil nos Estados Unidos, afirmou a Amazon.

A empresa também vai incluir uma versão de seu serviço de streaming de vídeo Fire TV em veículos da Fiat Chrysler, acrescentou a companhia.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade