2 eventos ao vivo

Alta nas vendas de smartphones eleva expectativa de recuperação da Samsung

8 out 2019
13h40
  • separator
  • 0
  • comentários

As fortes vendas da série de smartphones Galaxy Note 10 da Samsung estão limitando as previsões de queda de lucro na gigante sul-coreana de tecnologia, aumentando as esperanças de que o grupo volte a uma trajetória de crescimento após anos de vendas fracas.

Cliente em showroom da Samsung em Nova Déli, India. 27/7/2018. REUTERS/Adnan Abidi
Cliente em showroom da Samsung em Nova Déli, India. 27/7/2018. REUTERS/Adnan Abidi
Foto: Reuters

A Samsung, maior fabricante mundial de smartphones, está avançando com o lançamento de telefones 5G e aparelhos dobráveis de 2 mil dólares, enquanto a concorrência se intensifica com as rivais Apple e Huawei, após um escândalo de explosão de baterias em 2017 que prejudicou as vendas.

Analistas disseram que a estratégia pode estar dando frutos, já que a empresa sinalizou uma queda menor do que a esperada no lucro do terceiro trimestre, dizendo ao mesmo tempo que as vendas do Note 10 tanto no mercado doméstico quanto na Europa são fortes desde seu lançamento em agosto.

Há também sinais precoces de que o negócio global de chips de memória, um dos principais impulsionadores do lucro da Samsung, se estabilizará no próximo ano, depois que os preços forem corroídos por uma economia global fraca e os gastos mais lentos dos principais clientes de centros de dados.

"Como seu smartphone dobrável que ainda não foi lançado por outros concorrentes, a Samsung provavelmente liderará o mercado de smartphones de alto nível, pois produzirá smartphones dobráveis em massa no próximo ano", disse Song Myung-sup, analista da HI Investment & Securities.

"Além disso, um número crescente de clientes de centros de dados estão solicitando mais chips de memória ... possivelmente diminuindo a queda nos preços", acrescentou Song.

A Samsung disse que já vendeu mais de um milhão de aparelhos 5G Note 10 na Coreia do Sul, tornando-o o modelo mais vendido da empresa em seu mercado doméstico, e as vendas na Europa também foram fortes.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade