0

Airbnb fecha anúncios de vagas em Pequim antes de congresso do Partido Comunista

11 out 2017
13h41
atualizado às 16h32
  • separator
  • comentários

O Airbnb removeu anúncios de quartos em Pequim, enquanto a capital chinesa se prepara para sediar o congresso quinquenal do Partido Comunista no final deste mês, no mais importante evento do calendário político do país em que a segurança é elevada.

Sede do Airbnb em San Francisco, Estados Unidos
2/08/2016 REUTERS/Gabrielle Lurie
Sede do Airbnb em San Francisco, Estados Unidos 2/08/2016 REUTERS/Gabrielle Lurie
Foto: Reuters

Uma pesquisa da Reuters, realizada na quarta-feira, sobre anúncios no Airbnb envolvendo o centro de Pequim retornou "zero" resultados para todo o mês de outubro. Na terça-feira, havia anúncios para períodos incluindo as datas de realização do congresso, entre 18 e 31 de outubro.

"Devido a circunstâncias externas, residências em certas áreas de Pequim estão indisponíveis até 31 de outubro", disse o Airbnb em email enviado a anunciantes e visto pela Reuters.

A ausência de anúncios também é verificada em rivais e acontece uma semana antes do congresso em que o presidente chinês, Xi Jinping, deverá consolidar o poder em uma reformulação da liderança.

Tais eventos na China frequentemente são acompanhados por um aumento na vigilância e censura online. Durante o último congresso, em 2012, o acesso ao Google foi cortado. Desde então os serviços da empresa norte-americana têm sido bloqueados na China.

Para o congresso deste ano, autoridades ampliaram vistoria de identidades em estações de metrô e em outros pontos, em um esforço para deter trabalhadores não registrados e outros moradores considerados como ilegais em Pequim.

O Ministério da Segurança Pública e a polícia de Pequim não responderam a pedidos de comentários.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade