0

Agências dos EUA vão testar vulnerabilidade da infraestrutura em caso de problemas com GPS

12 fev 2020
14h43
atualizado às 15h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta quarta-feira decreto ordenando às agências norte-americanas que testem vulnerabilidades de sistemas críticos de infraestrutura no caso de uma interrupção ou manipulação dos serviços de sistemas de posicionamento global via satélite (GPS).

11/02/2020
REUTERS/Tom Brenner
11/02/2020 REUTERS/Tom Brenner
Foto: Reuters

O GPS é essencial para o funcionamento de redes de energia elétrica, previsão do tempo, semáforos, aplicativos para smartphones, serviços financeiros e navegação de veículos, entre muitos outros sistemas.

O decreto, cita que "a interrupção ou manipulação desses serviços tem o potencial de afetar adversamente a segurança nacional e econômica dos Estados Unidos".

O Congresso levantou preocupações sobre sistemas de GPS e comunicações via satélite no passado. Um grupo de parlamentares escreveu ao governo Trump em maio passado dizendo que os sinais de GPS eram excepcionalmente fracos e de fácil comprometimento.

O governo trabalha desde 2004 para comprar um sistema de backup terrestre para GPS e nos últimos anos o Congresso exigiu que Trump implementasse um programa de demonstração.

O Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) do Departamento de Comércio estimou em um estudo que "uma interrupção hipotética no GPS pode resultar em perdas econômicas de 30 bilhões a 45 bilhões de dólares num período de 30 dias".

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade