0

'Que tudo seja normalizado no caso deste terrorista', diz Bolsonaro sobre Battisti

Presidente eleito indicou positivamente pela possível extradição de italiano após Fux decretar sua prisão

14 dez 2018
10h05
atualizado às 15h59
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) trocou mensagens públicas com o ministro do Interior do Itália, Matteo Salvini, a respeito da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux de decretar a prisão do ex-ativista italiano Cesare Battisti - que abre caminho para sua extradição. Ele foi condenado na Itália por quatro assassinatos nos anos 1970 e está asilado no Brasil desde 2010.

Em resposta a Salvini, que pediu a Bolsonaro "justiça" a Battisti mandando-o de volta à Itália, o presidente eleito agradeceu a "consideração" e indicou positivamente pela possível extradição do ex-ativista. A decisão sobre a extradição será dada pelo presidente da República, o atual, Michel Temer (MDB), ou o futuro, Bolsonaro.

"Que tudo seja normalizado brevemente no caso deste terrorista assassino defendido pelos companheiros de ideais brasileiros", escreveu o político. "Conte conosco".

Na decisão de Fux, o ministro faz a expedição do mandado de prisão para ser cumprido pela Interpol, no Brasil representada pela Polícia Federal. Também citou pedido da Interpol para prender Battisti pelos crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro afirmou que extraditaria imediatamente Battisti. Em entrevista em novembro, Bolsonaro disse que confirmou à diplomacia italiana que devolveria Battisti ao país.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade