PUBLICIDADE

Público masculino é maioria no leilão de imóveis, diz pesquisa

Entre as principais profissões declaradas pelos arrematantes estão empresários, advogados, comerciantes, engenheiros e aposentados

11 out 2021 15h01
ver comentários
Publicidade

Homens, casados e empresários são o maior público de leilões online. É o que indica uma pesquisa da Zukerman Leilões com cerca de 1 mil compradores, realizada de janeiro a agosto deste ano. Segundo a empresa, a participação masculina ainda é majoritária na assinatura do contrato: 79%. Já as mulheres representam 21%. Além disso, 86,4% são pessoas físicas e 13,6% são pessoas jurídicas. Quase metade (49,3%) é casada, seguido por 34% de solteiros. 

Foto: Freepik / DINO

Com relação à faixa etária, o levantamento aponta consumidores mais maduros. Um terço dos arrematantes (32,2%) tem entre 41 e 50 anos. Na sequência, 28,3% deles estão entre 31 e 40 anos; 18,6% entre 51 e 60; acima de 60 a porcentagem é de 13,1%, e até 30 anos é de 7,8%. Entre as principais profissões declaradas pelos arrematantes estão empresários, advogados, comerciantes, engenheiros e aposentados.

Vale lembrar que o mercado de leilão de imóveis vem crescendo em todo o país. De acordo com Robson Macedo, diretor da BidYou, assessoria de investimento imobiliário, mesmo com o reajuste da Selic (taxa básica de juros) para 6,25%, o segmento continua sendo uma boa oportunidade para quem deseja morar ou investir. "As unidades de leilão permanecem como a opção mais vantajosa para o cliente, pois têm valores até 50% mais baixos, financiamento em até 420 meses e, em alguns casos, possibilidade de entrada usando o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço)", afirma Macedo.

O executivo diz ainda que o perfil do interessado pela modalidade vem mudando. Segundo ele, a maioria dos clientes da empresa era formada apenas por investidores ou pessoas buscando imóveis maiores e mais adequados ao novo modelo de trabalho home office. "Agora também observamos um crescimento de famílias comprando o primeiro imóvel via leilão", destaca. Macedo conta que 50% dos arrematantes que contratam a BidYou são clientes que conseguiram trocar o aluguel pela casa própria. "Outra situação, desta vez com relação ao investidor que arremata para ganhar com o valor do aluguel, é que a disputa tem sido ainda mais acirrada quando a localização é nobre, fazendo com que os lances cheguem próximos ao valor de mercado", observa.

Para Marcelo Fróes, diretor da loteadora Pró Lotes, esse modelo de aquisição é muito interessante e é uma saída para quem quer comprar um imóvel mais em conta.



Website:

https://prolotes.com/
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade