2 eventos ao vivo

Podcast Episódio celebra a profissão de dublador e as séries dubladas que todo mundo ama

Edição elenca as principais vozes em português de personagens-ícone das séries, traz curiosidades das versões brasileiras e o desafio da dublagem; o influenciador Kaique Brito indica uma série

8 jul 2020
06h13
atualizado às 12h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Nos últimos meses, a pandemia afetou toda a produção do streaming mundial. Não só atores e diretores sofrem com a suspensão das gravações, mas uma rede inteira com diversos profissionais. Um grupo deles é o especialmente responsável por traduzir vozes (e a emoção!) das personagens: os dubladores. No dia 29 de junho foi o Dia do Dublador e o Episódio Estadão não perdeu a oportunidade de trazer o tema nesta edição.

Reconhecida no mundo, a qualidade dessa produção brasileira é indiscutível. Desde a primeira dublagem brasileira conhecida - a animação A Branca de Neve, por Dalva de Oliveira, em 1937, o país é líder na atividade. Quem não lembra de ouvir "Versão Brasileira: Herbert Richers"?

Neste Episódio, além da rotina do dublador, o podcast elegeu algumas das principais séries e produções do cinema que marcaram de vez a cultura pop com nostalgia.

Para começar, o sucesso de Todo Mundo Odeia o Chris é tão grande no Brasil que dá dor de cabeça ao protagonista, o ator Tyler James Williams. Ele precisou bloquear os comentários de fãs no próprio Instagram, porque eles repetiam insistentemente frases ditas pelo personagem na série. Na onda de aproveitar um pouco do humor, o MC Donald's Brasil lançou uma campanha estrelada por Williams (com direito à famosa dublagem). Vale a pena assistir.

A lista de séries nostálgicas segue com a famosa Família Dinossauro. Uma joia na dublagem, o sitcom dos anos 1990 teve nomes de personagens trocados de um jeito bem brasileiro. Exceto por Baby, que seria impossível mudar e já é inesquecível. Confira alguns nomes no original e na versão brasileira:

Earl Sneed Sinclair => Dino da Silva Sauro, o pai

Francis Johanna Phillips Sinclair=> Fran da Silva Sauro, a mãe

Ethyl Hinkleman Phillips => Zilda, a avó

Além disso, não dá pra esquecer das vozes de dubladores de grandes personagens, como Sandra Mara Azevedo (Chiquinha, do Chaves, e Cersei, de Game of Thrones), e Wendel Bezzera que fez o super saiyajin Goku em Dragon Ball. Mas não só ele. Sua irmã, Úrsula, foi responsável pela voz do personagem quando era bebê.

O Episódio também ressalta a importância da profissão de dublador e sua função em uma sociedade com muitos analfabetos, idosos e mesmo crianças que ainda não sabem ler. Mas o grande segredo é que brasileiro ama assistir uma série ou filme dublado. E não tem problema nenhum, certo?

Vi e Recomendo

Na onda das dublagens, o nosso convidado manda muito bem no quesito. Não se trata de uma dublagem tradicional, mas de pegar vozes emprestadas e fazer a gente rir na internet. Nesta edição, a dica é do tiktoker Kaique Brito, sobre uma série divertida e leve para curtir.

esse audio é perfeito KFJDKFJ manu gavassi conte cmg pra tudo

Uma publicação compartilhada por kaique (@kaiquebritor) em

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade