PUBLICIDADE

PMEs apoiam causas sociais, mesmo sem grande estrutura

Segundo pesquisa, 83% dos consumidores preferem comprar de empresas com responsabilidade social; ações podem ser determinantes para o sucesso de PMEs

25 out 2021 13h59
ver comentários
Publicidade

Maior empatia por marcas com um forte senso de responsabilidade social tornou-se uma demanda permanente do consumidor brasileiro nos últimos anos. Segundo dados do estudo "Global Consumer Pulse", realizado pela Accenture Strategy em 2019, 83% dos entrevistados preferem comprar de empresas que defendem propósitos alinhados aos seus valores de vida.

Foto: DINO / DINO

Ainda segundo a pesquisa - que ouviu 30 mil consumidores em todo o mundo, sendo 1.564 brasileiros -, as marcas engajadas socialmente têm mais chance de atrair clientes e influenciar decisões de compra.

Na análise de Cássio Borges, sócio da CODE Brincos Masculinos - que atua com e-commerce de acessórios voltados para homens e participa de ações sociais -, os dados demonstram que negócios que desenvolvem boas práticas e apoiam causas importantes para a sociedade agregam valor à marca.

"A boa notícia é que as PMEs (Pequenas e Médias Empresas) também podem endossar campanhas e causas, mesmo sem ter uma grande estrutura", diz.

Participar de ações pode ser determinante para o sucesso de PMEs

As empresas que decidem participar de ações sociais têm à disposição uma série de possibilidades, como o apoio a campanhas corporativas de doação e de apoio ao Outubro Rosa, além de projetos educacionais e instituições de atenção a crianças excepcionais e mulheres empreendedoras, apenas para citar algumas. E é exatamente isso que faz a CODE, que destina um valor de cada venda que realiza para um determinado projeto social.

Borges explica como se dá o processo, ressaltando ser esta uma prática que pode ser adotada por outras instituições micro e pequenas empresas no fechamento da compra (momento em que muitos consumidores desistem da transação), já que a contribuição social pode ser um fator determinante para o fechamento do negócio. 

"Para os empreendedores, a transação é descomplicada. Quando o cliente conclui a compra, uma porcentagem pré-definida é destinada à causa apoiada. Para tanto, é contratado o serviço de uma empresa terceirizada, que fica responsável pelo desenvolvimento do aplicativo e da auditoria e prospecção das instituições que receberão as doações", explica.  

Ainda segundo Borges, o apoio a ações de impacto social agrega valor à marca e representa um diferencial em relação à concorrência.

De forma concomitante, 79% dos consumidores garantiram que suas decisões de compra são influenciadas pelos valores apoiados por uma marca e pelas atitudes de seus líderes, ainda conforme dados da Accenture Strategy.

"Segundo os indicativos fornecidos pela Polen, empresa que presta este tipo de serviço, ações sociais podem aumentar a probabilidade do cliente fechar a venda em 10%. Isso porque a venda com a doação agrega um valor emocional, o que pode aumentar o impulso no momento do fechamento da compra", complementa Borges.

O profissional declara que o novo consumidor está mais antenado às questões sociais e procura marcas que estejam alinhadas aos seus valores.

"Adotamos a estratégia em nossa empresa e temos um retorno positivo dos clientes, que podem escolher qual caso preferem apoiar: eles elogiam e compartilham com os amigos. Por isso, para PMEs, o engajamento com ações sociais pode contribuir para uma sociedade melhor e, ainda por cima, se tornar uma peça-chave para o sucesso do negócio", conclui.

Para mais informações, basta acessar: https://www.codebrincosmasculinos.com.br/



Website:

https://www.codebrincosmasculinos.com.br/
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade