0

Novos ares

Paula Raia lança coleção de verão para celebrar seus dez anos de marca

18 out 2020
05h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Aos recém-completados dez anos de história, a marca homônima da paulistana Paula Raia é motivo de alegria para sua fundadora, que conquistou seu espaço no mercado brasileiro com criações autorais de personalidade marcante. Nesta década de trabalho, a lista de realizações incluem desfiles memoráveis que emocionaram a mídia especializada, um séquito de clientes fiéis e fãs apaixonadas por seu estilo. Além do projeto Terrosidades realizado em 2019. A exposição que abriu a iniciativa no Centro Cultural São Paulo contou com o trabalho de 14 mulheres de diversos grupos.

"O intuito foi provocar e inspirar reflexões sobre os padrões de beleza inseridos na moda e celebrar as belezas femininas de forma plural", diz Raia. O projeto teve ainda um curso transdisciplinar, financiado pela marca, oferecido a 20 alunos com faixa etária entre 19 e 70 anos.

Cada coleção assinada por Paula Raia traz um trabalho intenso de pesquisas e inovações feito por uma equipe criativa que valoriza o trabalho artesanal, busca novas formas de produzir e usa nos desenhos um conceito que pode ser definido como o DNA da marca Paula Raia: valorizar e contribuir para elevar a força do feminino. "O meu processo criativo se dá de forma muito orgânica e intuitiva e, ao final, essa roupa é reflexo da mulher que desejamos ser. Sou outra Paula de uma década atrás."

A mulher Paula Raia se mostra sempre em constante transformação. Em busca da sua próxima versão. "É uma trajetória que nos trouxe mais aprimoramento e estrutura como marca. Hoje, tenho mais tempo para me aprofundar nas pesquisas e criação, elaborar melhor o produto. Temos um modelo interno saudável, funcional e organizado que cria um maior entrosamento de equipe", afirma a paulistana.

A celebração dos 10 anos de história chega marcada por uma injeção criativa. A Coleção X, uma linha, paralela à coleção de verão 2020/21, é mais descontraída e leve e apresenta um ticket médio aproximadamente 50% menor dos que os valores praticados na etiqueta atual. "Para essa edição comemorativa, busquei certo frescor de recomeço. O exercício de uma linguagem nova, mais livre, mais solar, mais descomplicada e causal. Uma coleção que amplifique essa comemoração alcançando novos espaços e públicos. Buscamos usar matérias primas nacionais, de fibras naturais e com menor custo, mas ainda com a mesma qualidade", revela a estilista.

A coleção chega marcada por peças com corte preciso e modelagens soltas, conforto com recortes e volumes posicionados para valorizar o corpo da mulher. São roupas leves como pede o verão, marcadas por tecidos de tramas suaves. Flores de beleza exótica, como as Proteas, estampam as peças trazendo pontos de cor vibrante e vida à uma paleta de cores onde os neutros ganham destaque. A Protea é considerada uma das flores mais antigas do mundo, transformação e esperança são significados atribuídos à planta que adora sol e apresenta duração maior do que a maior parte das flores. Um símbolo de resiliência e força perfeito para estampar as peças da nova coleção de uma criadora que comemora seus dez anos com energia e vigor renovados.

Veja também:

Último debate entre Trump e Biden tem tom mais ameno, mas com troca de acusações; veja destaques
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade