TODOS OS VÍDEOS

Temer diz que Brasil não pode adimitir morte de brasileira na Nicarágua

O presidente da República, Michel Temer, disse hoje que o Brasil não pode admitir a morte da residente de medicina Raynéia Gabrielle Lima, que vivia na Nicarágua e foi assassinada a tiros em circunstâncias ainda não esclarecidas.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade