0

UE reduz projeção de crescimento do PIB italiano

Segundo Bruxelas, economia do país deve ter alta de 0,1% em 2019

7 mai 2019
14h44
atualizado às 16h44
  • separator
  • comentários

A Comissão Europeia reduziu nesta terça-feira (7) a projeção de crescimento para a economia da Itália em 2019, que passou de 0,2% para 0,1%.

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, reclamou das novas projeções da UE
O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, reclamou das novas projeções da UE
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Esse já é o segundo corte consecutivo na estimativa, que era de 1,2% no fim de 2018. Além disso, o poder Executivo da União Europeia acredita que o déficit será de 2,5% do PIB (Bruxelas concordara, a contragosto, com uma meta de 2,04%), enquanto a dívida pública deve subir para 135,2%, um novo recorde.

"O crescimento italiano está muito contido, o que tem incidência nas contas", disse o comissário da UE para Economia, Pierre Moscovici. As novas previsões geraram reclamações na Itália, e o primeiro-ministro Giuseppe Conte disse que a Comissão Europeia foi "pouco generosa".

O próprio governo, no entanto, admite que o PIB crescerá apenas 0,2% em 2019. "Esperamos no segundo trimestre um crescimento sustentável. Temos um percurso de política econômica e social e o perseguimos com determinação, deixando aos analistas e às instituições financeiras que façam suas previsões", afirmou Conte.

A Itália apostou no aumento dos gastos sociais, como a introdução da renda básica de cidadania e a redução da idade de aposentadoria, para impulsionar a economia. Para financiar essas despesas, aumentou o déficit fiscal, o que deixou a UE em alerta para uma possível explosão da dívida.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • comentários
publicidade