PUBLICIDADE

UE alerta Reino Unido para respeitar acordo do Brexit

Líderes fizeram reunião na manhã deste sábado à margem do G7

12 jun 2021 10h47
| atualizado às 12h47
ver comentários
Publicidade

Os líderes da União Europeia (UE) alertaram o governo britânico neste sábado (12) que "ambos os lados" devem implementar o acordo do Brexit, a saída do Reino Unido do bloco.

Alerta foi feito durante reunião à margem do G7
Alerta foi feito durante reunião à margem do G7
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O apelo foi feito durante uma reunião entre o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e os presidentes do Conselho Europeu, Charles Michel, e da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, à margem da cúpula do G7, que acontece na Cornualha neste fim de semana.

"O Acordo de Sexta-feira Santa e a paz na ilha da Irlanda são fundamentais. Negociamos um protocolo que o preserva, assinado e ratificado pela UE e Reino Unido. Queremos as melhores relações possíveis com o Reino Unido. Ambas as partes devem implementar o que foi acordado. Sobre essa questão há plena unidade da UE", escreveram Von der Leyen e Michel em suas respectivas contas no Twitter.

Em nota oficial, o governo britânico informou que Johnson "justificou a posição do Reino Unido sobre o protocolo da Irlanda do Norte. E deixou claro seu desejo de uma abordagem baseada no pragmatismo e no compromisso de todas as partes".

Além disso, o premiê reiterou que Londres continua a considerar "o acordo de Belfast como um pilar a ser respeitado em todas as suas dimensões" para proteger a paz e contra qualquer tensão no Ulster.

O protocolo da Irlanda do Norte, que impõe controles administrativos sobre alguns produtos, especialmente alimentos, na fronteira interna com o resto do reino em troca da permanência do Ulster no mercado único europeu, única solução aceita por Bruxelas para manter a fronteira entre Dublin e Belfast apesar do Brexit, está causando tensão nesta fase das relações entre a UE e o Reino Unido.

A fronteira aberta é uma das condições dos acordos de paz de 1998, que colocaram fim a décadas de violência.

Hoje cedo, Johnson também teve reuniões com o presidente da França, Emmanuel Macron, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, com quem discutiu "o futuro aprofundamento das relações bilaterais", relatou Downing Street.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade