0

Terna adquire duas concessões para linhas de energia em MG

Empresa italiana fechou acordo com Construtora Quebec

12 abr 2019
19h38
atualizado às 19h53
  • separator
  • 2
  • comentários

A empresa italiana Terna, através de sua subsidiária Terna Plus, empresa do Grupo responsável pelo desenvolvimento das operações internacionais, assinou nesta sexta-feira (12) um contrato com a Construtora Quebec, empresa do setor de energia atuante no Brasil, com o objetivo de adquirir o controle majoritário de duas concessões para construir e operar um total de 350km de infraestrutura de eletricidade no território brasileiro. As duas concessões, que têm uma duração de 30 anos a partir da assinatura do contrato, garantirão a construção de duas linhas de alta tensão de 500Kv para a transmissão de eletricidade no estado de Minas Gerais.
    O valor total do contrato, incluindo os custos de desenvolvimento e construção das obras, é de aproximadamente US$130 milhões e será financiado em grande parte por meio de uma operação de financiamento de projetos. As novas linhas de energia terão como objetivo possibilitar o aumento da eficiência, segurança e sustentabilidade da rede elétrica brasileira e, ao mesmo tempo, explorar o potencial da geração de energia a partir de fontes renováveis. O contrato prevê ao grupo Terna o desenvolvimento, a construção e a gestão de ativos, com atribuição à Construtora Quebec das atividades de EPC. De acordo com o documento assinado com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), as infraestruturas deverão entrar em operação em março de 2023. O fechamento do contrato entre a Terna Plus e a Construtora Quebec está sujeito ao cumprimento de determinadas condições, incluindo a autorização do Regulador da Aneel e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica.
    O Brasil é o maior mercado de energia da América Latina e o terceiro do mundo, atrás apenas de China e Estados Unidos.
   

Terna adquire duas concessões para linhas de energia em MG
Terna adquire duas concessões para linhas de energia em MG
Foto: ANSA / Ansa - Brasil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 2
  • comentários
publicidade