PUBLICIDADE

Sobrinho do papa Francisco é agredido em sede de ONG argentina

Fato ocorreu no início de setembro, mas só foi divulgado agora

23 set 2021 13h41
| atualizado às 13h56
ver comentários
Publicidade

O sobrinho do papa Francisco, José Bergoglio, foi ferido em um ataque realizado por um grupo de criminosos na sede da ONG Haciendo Lío, em Moron, na província de Buenos Aires, no dia 3 de setembro, revelou o site local "Infobae" nesta quinta-feira (23).

Jose Bergoglio foi agredido durante um ataque à sede da ONG argentina que dirige
Jose Bergoglio foi agredido durante um ataque à sede da ONG argentina que dirige
Foto: Divulgação / Ansa - Brasil

Segundo as informações obtidas pelo portal, cinco pessoas, com o rosto coberto e armados com facas, entraram pelas janelas da instituição e agrediram Bergoglio, que preside a ONG e era a única pessoa presente no recinto. As agressões "provocaram um corte na cabeça" e ele foi empurrado pelas escadas da sala.

O site apurou que, há anos, há uma disputa pelos escritórios e salas comerciais que ficam no prédio - a ponto de outros proprietários chegarem a desistir de ficar no local. Um estrangeiro chamado Henry Edward Bafiera alega ser o dono do prédio, mas a ONG tem os contratos de locação devidamente registrados.

Funcionários da Hacendo Lío estavam relatando que Bafiera estava fazendo ameaças e até se dirigindo ao local. Em outro episódio, relatado por Bergoglio ao portal "Primer Plano", ele chegou a bater boca com estrangeiro e ele teria dito que "iria mandar todos à merda e iria matá-los".

Além da agressão, de acordo com o procurador Nicolás Filippini, que investiga o caso, foram roubados uma televisão de 43 polegadas, um computador, duas sacolas de roupas que estavam lá para doação e 12 mil pesos em espécie.

O caso está sendo investigado como tentativa de homicídio e roubo, mas Bafiera não foi indiciado oficialmente. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade