0

Sergio Marchionne, da FCA, recebe homenagem póstuma em Turim

Mais de 2 mil pessoas participaram do ato na Catedral de Turim

14 set 2018
12h18
atualizado às 12h57
  • separator
  • comentários

Mais de duas mil pessoas compareceram nesta sexta-feira (14) à Catedral de Turim, na Itália, para homenagearem o ex-CEO da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) Sergio Marchionne, morto no dia 25 de julho.

O executivo faleceu aos 66 anos de idade, em um hospital de Zurique, na Suíça, onde estava internado em estado grave com problemas de saúde.

Compareceram ao ato diversas personalidades e autoridades do país, como os presidentes da Juventus, Andrea Agnelli, e da FCA, John Elkann; a prefeita de Turim, Chiara Appendino; o CEO da Ferrari, Louis Camilleri, e os ex-primeiros-ministros Matteo Renzi e Mario Monti.

"Você foi uma pessoa que confiou em mim, acima de tudo um amigo. Você nos ensinou a coragem de pensar diferente, mudar, não ter medo. Querido amigo, vá em paz", discursou Elkann.

"O que mais me impressionou em você, Sergio, desde o primeiro momento, foram suas qualidades humanas, sua generosidade e sua maneira de entender os outros", acrescentou o chefão da FCA, emocionado.

Em Singapura, onde está sendo realizado o primeiro dia dos treinos livres para o Grande Prêmio do país, a Ferrari também homenageou Marchionne.

"Neste momento, estamos pensando em Sergio", afirmou o diretor da equipe de Maranello, Maurizio Arrivabene.
Conhecido como o "salvador" da Fiat, Marchionne foi sepultado no cemitério católico de Vaughan, no bairro de Nova York, nordeste de Toronto, no Canadá.

O executivo teria sido cremado e suas cinzas enterradas no túmulo da família, onde está seu pai, Concezio, sua mãe, Maria Zuccon, e sua irmã, Luciana.

Marchionne será homenageado em uma outra cerimônia pública, mas desta vez em Detroit, no dia 27 de setembro.

Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade