PUBLICIDADE

Rússia rechaça protesto "hostil" do Japão por visita a ilha

26 jul 2021 13h50
ver comentários
Publicidade

A Rússia rechaçou o que chamou de protestos diplomáticos hostis do Japão, após a visita do primeiro-ministro russo a uma cadeia de ilhas disputada entre os dois países nesta segunda-feira, dizendo que ele pode ir aonde quiser dentro do território russo.

21/03/2019
REUTERS/Maxim Shemetov
21/03/2019 REUTERS/Maxim Shemetov
Foto: Reuters

Um porta-voz do governo do Japão havia dito nesta segunda-feira que Tóquio faria um protesto diplomático oficial pela visita de Mikhail Mishustin a uma das quatro ilhas sob controle da Rússia e que são reivindicadas pelo Japão.

O Japão chama as ilhas de Territórios do Norte. A Rússia as chama de Ilhas Curilas.

Agências de notícia russas disseram que o Japão convocou o embaixador russo para discutir o assunto.

A disputa territorial sobre as ilhas data da época em que a então União Soviética as tomou no final da Segunda Guerra Mundial e tem impedido os dois países de assinar um tratado formal de paz.

O ministério das Relações Exteriores da Rússia convocou o embaixador japonês em Moscou para protestar contra o comportamento de Tóquio.

"O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia Igor Morgulov transmitiu um forte protesto aos japoneses em relação aos passos hostis tomados pela autoridade de Tóquio nos últimos dias", disse o ministério, em comunicado.

A embaixada japonesa afirmou em comunicado que o embaixador Toyohisa Kozuki, em sua própria expressão de protesto, descreveu a viagem Mishustin como "indo contra a posição consistente do nosso país aos Territórios do Norte".

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade