PUBLICIDADE

Rússia inicia retirada de tropas militares do Cazaquistão

Soldados haviam ido para país em meio a protestos contra governo

13 jan 2022 15h26
| atualizado às 15h44
ver comentários
Publicidade

As tropas russas que estavam no Cazaquistão desde a última semana para ajudar a conter os protestos contra o governo de Kassym-Jomart Tokayev começaram a deixar Nur-sultan nesta quinta-feira (13), informam os ministérios da Defesa das duas nações.

Tropas russas começaram a deixar o Cazaquistão nesta quinta-feira
Tropas russas começaram a deixar o Cazaquistão nesta quinta-feira
Foto: EPA / Ansa - Brasil

"As unidades de soldados da paz da Organização do Tratado de Segurança (CSTO), tendo cumprido os seus objetivos pré-fixados, iniciaram a preparação do material militar e técnico para envio nos aviões da aeronáutica russa em vista de seu retorno para sua base permanente. [...] As primeiras unidades já partiram para a base final", diz um comunicado do governo de Moscou.

Para conter as manifestações e fazer a proteção de pontos sensíveis, como aeroportos, cerca de dois mil soldados russos foram para o Cazaquistão. Tokayev havia dito que a retirada seria gradual e que demoraria "uma dezenas de dias".

A agência estatal russa Tass informou ainda que o mandatário cazaque e Vladimir Putin conversaram por telefone nesta quinta para debater a retirada e os prazos.

O Cazaquistão viveu uma série de protestos nacionais entre os dias 2 e 7 janeiro por conta, incialmente, da alta no preço do gás liquefeito de petróleo (GLP), que é usado amplamente nas residências e nos veículos, e depois se somaram outras questões sociais contra o governo autoritário.

Para encerrar com os atos, as forças de segurança cazaques reprimiram os manifestantes com violência e cerca de 165 morreram. No entanto, como toda a mídia é controlada pelo Estado, não se sabe o número real de vítimas e de feridos nos protestos.

Tokayev, que está no poder desde 2019, enfrentou a primeira manifestação contrária ao seu governo e um dos raros atos públicos em toda a recente história da ex-república soviética. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade