0

Rejeitando outras opções para o Brexit, premiê britânica insiste em seu acordo

17 dez 2018
13h24
  • separator
  • comentários

A primeira-ministra britânica, Theresa May, está seguindo em frente com seu acordo para deixar a União Europeia, afirmou seu porta-voz nesta segunda-feira, rejeitando pedidos para realização de um segundo referendo ou para testar o apoio a diferentes opções do Brexit no Parlamento.

Primeira-ministra birtânica, Theresa May
14/12/2018
REUTERS/Francois Lenoir
Primeira-ministra birtânica, Theresa May 14/12/2018 REUTERS/Francois Lenoir
Foto: Reuters

Após uma semana tumultuada, na qual sobreviveu a um voto de desconfiança e buscou mudanças de última hora em um acordo para o Brexit firmado com Bruxelas no mês passado, May enfrenta um impasse sobre o acordo no Parlamento britânico.

Com a União Europeia oferecendo poucas concessões para conquistar os parlamentares, um número cada vez maior de políticos está pedindo a realização de um segundo referendo --algo que alguns ministros dizem poder ser evitado se o governo testar cenários do Brexit em votações no Parlamento.

O Parlamento está profundamente dividido, com alas pressionando por diferentes opções para os laços futuros, para deixar a União Europeia sem um acordo ou para permanecer no bloco.

May e seu gabinete têm repetidamente rejeitado a possibilidade de realizar um novo referendo, afirmando que a medida aprofundaria as divergências e trairia os eleitores que apoiaram o Brexit por 52 por cento dos votos, contra 48 por cento em 2016.

Isso aumenta o risco de o Reino Unido deixar a União Europeia sem um acordo em 29 de março, um cenário que alguns empresários temem poder ser catastrófico para a quinta maior economia do mundo.

A incerteza política e econômica do Brexit está impactando a economia britânica, com dados mostrando nesta segunda-feira uma queda nos gastos do consumidor, nos preços de moradias e um pessimismo crescente nas finanças domésticas.

May usará uma declaração no Parlamento nesta segunda-feira para rejeitar a ideia de um segundo referendo e para, mais uma vez, afirmar que seu acordo para manter laços próximos com a UE após o Brexit é o único sobre a mesa.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade